AM-RB 001 é apresentado no Canadá e terá motor V12 Cosworth

2

Desde o ano passado já é sabido que a Red Bull juntaria esforços com a Aston Martin para a criação de um supercarro. A equipe, liderada pelo lendário projetista Adrian Newey – responsável por nada menos que 10 carros campeões na F1 – apresentou no Canadian International Auto Show 2017 pela primeira vez o carro que terá apenas 150 unidades, além de 25 unidades exclusivas para as pistas.

As linhas do supercarro mostram uma leve inspiração nos protótipos de Le Mans mas, diferentemente dos bólidos que lá correm, este é alimentado por um V12 de 6,5 litros sem qualquer tipo de indução forçada fornecido pela Cosworth. Acredita-se que o motor, menor que o V12 encontrado no Vulcan e One-77, deve gerar uma potência incrível, especialmente para atingir o objetivo de uma relação peso-potência de 1:1.

3

A carroceria do supercarro será produzida pela Multimatic, empresa canadense especializada em fibra de carbono e já familiar para a Aston Martin por ajudar no desenvolvimento de projetos como o One-77 e Vulcan, além de atualmente produzir o novo Ford GT. O câmbio será uma caixa de dupla-embreagem com 7 marchas fornecida pela Ricardo, empresa que produz também câmbios de corrida e indicada ao prêmio de “Powertrain inovador do Ano” em 2016 por seu câmbio sequencial transversal, que apresentou ótimo desempenho nas 24 Horas de Le Mans.

8

Embora não possua indução forçada, o ainda sem nome oficial AM-RB 001, terá um sistema híbrido por baterias de baixo peso fornecido pela Rimac, criadora do monstruoso Rimac Concept One, supercarro 100% elétrico de insanos 1088 cv! Como sabemos, potência sem bons freios não é nada, e este sistema fica por conta das empresas AlconSurface Transforms, que juntas fornecerão respectivamente as pinças e discos de carbono, que garantem ao carro um sistema leve e com poder de freio de sobra.

A eletrônica conta com o desenvolvimento por experts da Bosch, encarregados de desenvolver a Unidade de Controle do Motor (ECU), Unidade de Controle da Transmissão (TCU) e o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESP). As lanternas de LED ficam no encargo da fabricante inglesa Wipac. É o time de ouro da Aston Martin!

7

Segundo Adrian Newey, a construção do carro é um trabalho em equipe assim como em um carro de Formula 1, onde para se obter grandes resultados é necessário trazer a melhor equipe. “Experiência, criatividade, disposição, diligência e perfeccionismo são qualidades necessárias em cada área do projeto. Trabalhar com grandes parceiros técnicos como esses é algo que me tranquiliza e motiva. Juntos nós pretendemos fazer uma inovadora obra de arte da engenharia”, afirma o projetista.

4

Newey como sempre surpreende pela excelência em seus projetos, reunindo grandes fornecedores e parceiros de desenvolvimento para o projeto. É quase certo de que quando entregue, este será um supercarro que dará muito o que falar. Se ele aponta para a santíssima trindade de hipercarros ou se Adrian almeja algo além, só o tempo dirá. Uma coisa é certa, até lá, ele continuará sob os holofotes e especulações da mídia automotiva.

1