Motivos para ter um carro velho

Olá Amigos GearHeads. Assim como a maioria de vocês, o vínculo automobilístico deste que vos escreve começou cedo, mas de uma forma muito diferente do que estamos acostumados a ver e ouvir por ai.

Desde muito cedo sempre fui apaixonado por carros velhos antigos, alguma coisa em seus faróis enferrujados e em seus interiores com cheiros característicos e botões nada ergonômicos me encanta.

Desde um simpático Fusquinha até mesmo nos Chevrolet C10, todos tem suas particularidades, mas uma coisa é unanimidade nesses veículos, a capacidade de levar seu condutor do céu ao inferno (e vice-versa) em poucos minutos, mas isso nunca foi e nunca será motivo para abandoná-los .

C10 1.jpg
Se soltar na ladeira o triciclo anda mais

Uma vez ouvi a seguinte frase na oficina, “Carro velho tem história, e dá história”, mas eu só pude entender a segunda parte quando tive a oportunidade de ter meu próprio carro velho antigo, sendo esse um Fuscão 72, com motor 1500 e muita personalidade.

Fusca 1500 72 1.jpg
Fusca 1972 1500 fotografado em Ilhéus, BA

Quem tem carro antigo sabe que, antes de qualquer coisa, tem que ganhar a confiança do possante, isso vem através de várias conversas e aquele tratinho merecido nos fins de semana.

Agora é a hora de você, floquinho que aprendeu a dirigir no VW Up! da auto-escola, se surpreender. Quando nós, amantes de carros, dizemos que um carro tem personalidade, os que possuem carros mais velhinhos já têm uma história pra contar.

Quem já foi premiado com aquele defeito intermitente, misterioso e que tira o sossego do camarada, horas e horas debruçado sobre o motor pra não encontrar nada de anormal e do mesmo jeito que apareceu ele desaparece, simples assim.

Vamos aos fatos que, na opinião desse humilde escriba, são fatores que deveriam levar todo entusiasta a dirigir ao menos uma vez na vida uma jabiraca.

Ele vai te fazer entender dos paranauê da mecânica.

Sim, ele vai te deixar na mão, restando a você somente a dúvida se será na chuva, durante a noite ou durante a noite chovendo, e caberão a você os primeiros socorros. Não tenha medo de queimar-se, cortar os dedos e beber gasolina, tudo isso faz parte da iniciação.

Exemplo de um fim de semana de entusiasta de carro velho
Exemplo de um fim de semana de entusiasta de carro velho

O carro velho te torna uma pessoa mais organizada.

Isto vai te ajudar por toda vida, você terá sempre que manter uma bolsa de ferramentas completa, periodicamente atualizada com ferramentas e peças de reposição, na maioria das vezes bobinas, platinados e condensadores, cabos de vela e abraçadeiras são itens vitais e, por último mas não menos importante, a garrafa d’água , cabo de chupeta e 1 litro de óleo.

Kit iniciante
Kit iniciante

Você terá muita história pra contar.

Em carro velho antigo, tudo vira história, seja dando tudo certo ou errado. Uma viagem sem imprevistos torna-se uma conquista e motivo de orgulho, o seu carro é fantástico.

Se houver imprevistos e você contornar, você vai sentir-se o cara mais manjador do mundo. Se você não arrumar até a volta pra casa de guincho vira aventura.

Você está fazendo isso errado
Você está fazendo isso errado

O mais importante disso tudo é que você fará muitos amigos, ninguém se aproxima de alguém com carro velho por interesse, eles se aproximam de você pois compartilham da mesma paixão, geralmente essas pessoas tendem a serem mais companheiras e solidárias uns aos outros, mais felizes também.

4

Em momento algum estou afirmando para vocês saírem correndo a procura de um carro velho e todos os seus problemas estarão resolvidos, muito pelo contrário, os seus problemas apenas vão parecer menores perto dos que estarão por vir, apenas saboreie os momentos ao lado de seu companheiro de quatro rodas (duas, três, ou mais!) seja ele de qualquer idade e modelo.

AVISO: Apesar de parecer, este não é um texto incentivando que você saia comprando carros franceses problemáticos.


Este foi um texto escrito por um de nossos amigos, Bruno Graf, o funileiro nº1 dos Amigos GearHeads que não sabe abrir a porta de um Chevette. Para conhecer mais sobre o seu trabalho, clique aqui.