Desabafos GearHeads – Como um atraso deu num dos melhores rolês da minha vida

Era domingo de manhã, levantei da cama com aquela preguiça, uma leve dor nas costas dificultou as coisas, mas mesmo assim levantei, tomei um banho, e me vesti, minha esposa já sabia onde iria, sequer levantou da cama, dei um beijo nela e parti para a estrada.

img_1831
Logo AGH raíz na tampa do porta-malas

Ligo o som, coloco Iron Maiden, e mesmo sabendo o caminho programo o GPS para meu destino. Onde? Um encontro de Hondas no famoso estacionamento do Shopping Serra Azul. Ligo meu Peugeot e sigo viagem. Você deve estar se perguntando o que um dono de Peugeot está fazendo indo num encontro de Hondas. Simples, como amante de carros, fui ao encontro com o simples intuito de tirar umas fotos e sair para dar uma volta. Fora que qualquer desculpa que nos faça tirar o carro da garagem é válida.

img_1843
Qual desculpa para tirar o manco da garagem é válida

Na ida começo a notar que vários Hondas estão já seguindo o caminho da volta, pensei que como o encontro havia começado cedo, alguns já estariam voltando, o mesmo começaria as 9, eu sai de casa eram 10:20. Mesmo assim não me abalei, segui viagem, vidro aberto, curtindo o som e com cabeça limpa, até que chego ao local do evento, entro no estacionamento e adivinhem? Local vazio, apenas carros normais, de pessoas normais que foram passar um domingo no shopping. Em um primeiro momento fiquei chateado, parei meu carro numa sombra, fumei um cigarro, enrolei um pouco e resolvi voltar embora.

Na hora da volta percebi que minha viagem não foi perdida, quando comecei a seguir o caminho percebi que durante a ida eu praticamente me esqueci de todos os meus problemas e na volta continuei assim. Eu repito, quando digo que fiz isso mais como um pretexto para dar uma volta com meu carro eu pude curtir a estrada, curtir meu carro e consegui relaxar de uma maneira que só fazendo aquilo eu relaxaria. É o máximo você poder pegar a estrada assim, é um momento entre você e seu carro, você pode conversar com o carro, ouvi-lo, senti-lo, fora a sensação de liberdade que só ele pode te dar. Não precisa correr durante todo o trajeto, você acaba dando uma acelerada ou outra, ouve o ronco do motor, do escapamento e acaba se tornando parte do próprio automóvel.

rodovia_pr_151_
Qualquer pista é pista

Fora toda essa curtição com o próprio carro, você consegue apreciar a paisagem, vê outros carros bacanas pela estrada, algo que você só percebe quando consegue fazer isso, sair sem se preocupar com horário para chegar no seu destino. Você fica mais atento ao trânsito, presta atenção em tudo ao seu redor, fora que, além de te deixar um motorista melhor, lhe tira aquela neura de ter que chegar no local com horário marcado.

15803392_355862388131684_5740905200550412288_n
Voltando do passeio

Um detalhe que não contei é que na volta, no meio do caminho, encontrei um dos C3 novos, vindo a milhão, resolvi acelerar e brincar um pouco, ele emparelhou comigo e começamos a acelerar, até que ao longe avisto um carro em baixo de uma árvore e um pardal devidamente apontado para nós. Não tive dúvida, pisei no freio e voltei ao limite da via, o Citroën continuou acelerando, eu voltei para meu passeio e ele levou uma multa, foi engraçado e achei que seria legal compartilhar.

img_2504
Leve seu carro para andar sem compromisso!

Para finalizar, eu falo aqui e recomendo a todos que façam o mesmo, não precisa ser toda semana, todo mês, mas sempre que possível, peguem um dia assim, do nada, se quiser defina um local ou não, mas curta seu carro, curta a viagem, não se preocupe com a hora de ir nem de voltar, não se preocupe com o consumo, apenas vá. Isso é bom para você e para seu carro, experimente e, caso já tenha feito, conte aqui nos comentários como foi essa experiência, quem sabe ela não ganha um post aqui?