O Goodyear Eagle 360 é o pneu que você vai querer no seu carro. Ou não.

Esses dias eu estava assistindo alguns vídeos no Youtube, quando me deparei com algo interessante. Era o vídeo de “lançamento” de um pneu totalmente diferente e revolucionário.

Há um ano a Goodyear lançava, no Salão Internacional de Genebra, um conceito que, caso um dia entre em produção, mudará totalmente os carros como conhecemos hoje. Seu nome é Eagle 360 e foi pensado para ser utilizado em carros autônomos. Diferente de um pneu normal, ele é redondo como uma bola e ficará conectado ao veículo através do eletromagnetismo.

Goodyear-Eagle-360-Spherical-Concept-Tire-05

O pneu possui um design inspirado em corais, para que a água se disperse em todos os sentidos. Seu composto é rígido quando seco e quando molhado se torna mais macio para que sempre tenha-se a melhor aderência possível. Sensores medem o desgaste ininterruptamente para que o pneu mude a posição de rodagem, assim desgastando por igual e durando mais tempo. Com a possibilidade de se locomover para qualquer lado graças a cada pneu mover-se individualmente, encaixar o carro em uma vaga apertada não seria mais problema e o comportamento dinâmico do veículo seria muito mais neutro e confortável.

Goodyear-Eagle-360-5

Onde quero chegar com esta noticia atrasada em um ano? Na imaginação de veículos perfeitos para suas propostas, e péssimos para nós GearHeads. Eles não são apenas uma revolução em pneus, mas também em todo o conjunto de suspensão, direção e frenagem dos carros.

A falta de contato físico com o carro faria com que o rodar fosse tão macio quanto andar em um Monza voar em um tapete mágico, pois a absorção dos impactos seria feita pelos pneus e não seria transmitida para a cabine. E cada um dos quatro pneus se movimentam de forma independente, tornando qualquer carro um devorador de curvas.

Esses pneus são a perfeição, eles são tudo que sempre sonhamos, possuem um ótimo grip no seco, molhado e frenagens, durável e com flexibilidade neutra. Imagine a capacidade de curvas, aceleração e agora pensem nisso em uma pista, eu arrisco dizer que um carro autônomo com estes pneus bateria tranquilamente o tempo de volta de superesportivos atuais em Nürburgring.

goodyear-eagle-360-contact-patch

E nós, GearHeads? Teremos a oportunidade de dirigirmos nossos próprios carros no futuro? Qual será a graça de dirigir um carro que não irá transmitir absolutamente nada para o motorista?

Tomara que a humanidade seja presenteada com essa tecnologia um dia, mas também espero que nosso bom e velho conjunto dinâmico continue existindo, pois só quem gosta de verdade de carros como nós sabe o prazer que sentimos atrás do volante.

Conte para a gente se você gostaria ou não de ver o Eagle 360 nas ruas um dia.