Carros da Galera – Conheçam o Chevrolet Celta de Diego Miranda

Falaí galera GearHead, hoje estamos postando mais um projeto do Carros da Galera! Além de nos aproximarmos de vocês, isso fará com que todos possam conhecer outros carros, ver diversos pontos de vista em cima do mesmo carro, despertar aquela paixão escondida meio renegada e até mesmo tirar aquela dúvida final, aquele detalhe que faltava para te animar na compra do veículo!

Lembramos que não queremos apenas os projetos mais absurdos, qualquer um pode participar, o foco aqui é na sua história com seu carro ou outros carros, queremos conhecer nossos leitores também! Hoje traremos para vocês a história de um 1.0 sofredor, aquele que você engata a quarta, a terceira, a segunda e segura o máximo para não colocar a primeira para terminar a subida. Confiram o Celta de Diego Miranda!

Diga seu nome, idade, onde mora…aquela apresentação básica para a galera te conhecer!

Meu nome é Diego Miranda, tenho 30 anos, moro em Santos, estou me mudando pra SP, sou uma pessoa rodeada de amigos e pode ter certeza que aqui a zoeira é garantida.

Qual carro você tem?

Tenho um Celta LS 2011/2012.

Porque escolheu este carro?

Na verdade quem escolheu esse carro pra mim foi meu vô, pois ele dizia que meu antigo carro chamava muita atenção (não sei de onde ele tirou isso). Peguei o celtinha 0 km e no primeiro dia ele já conheceu o chão mais de perto.

Como você acredita que nasceu esta paixão por carros?

A paixão por carros acredito que tenha vindo do berço, pois desde que me conheço por gente sou apaixonado pelo ramo automotivo de qualquer espécie.

Quais carros já teve antes do atual?

Comecei aos 17 anos com um Chevette SL, depois peguei um Gol 86 1.6 AP (4 marchas), um Ford Ka chipadinho bem baixo, uma Audi A3 branca 2 portas e agora o celtinha!

O carro tem alguma alteração de motor e/ou estética!? Se sim, quais!?

Bastante coisa já foi mudado no carro, que eu me lembre são essas:

Exterior: rodas aro 17 réplica do Cruze com pneus 195/40 Pirelli PZero, aerofólio, milhas com super led, farol máscara negra com super led, grade dianteira personalizada por mim mesmo, tow strap dianteiro Sparco, pinças e tambores personalizados na cor da grade.

SS de Super Slow?

Interior: aquele som que não pode faltar, DVD retrátil Pionner 7580TV, um kit duas vias Bravox na dianteira, 2 6×9 Pionner, um módulo estéreo Hurricane e um mono Roadstar, um subwoofer Quake Gold com caixa dutada, console central com porta copos do prisma, acabamento lateral dos trilhos do banco, volante com acabamento em black piano, pedaleiras genuínas GM SS, conta giros digital com shift light, hallmeter, e insulfilm azul natural g20.

Performance: suspensão de rosca Macaulay com amortecedores preparados pela Mandels, reprogramação básica na injeção feito pela Nascar Powerchips, cabos de vela de silicone em 8 mm, velas de iridium NGK, intake, filtro esportivo e escape turbão sem intermediário.

Tem alguma pretensão de preparação mais forte?

Pretendo futuramente dar um upgrade no motor, estou na dúvida entre colocar o 1.8 ou turbinar o 1.0!

Quais você considera os pontos fortes e fracos do carro?

Ponto forte eu caracterizo a estética que ele apresenta hoje, e também os preços de peça de reposição.

Ponto fraco, por se tratar de um carro popular, posso dizer que seria o espaço interno e um pouco a parte de acabamento, não se pode esperar muito de um simples popular né.

O conforto estando na altura atual deixa um pouco a desejar pra andar no dia a dia, mas não ligo muito pra isso, prefiro andar devagar e bem baixinho. Porém é na estrada que eu gosto de andar, consumo chega até 10 km/l dependendo do motorista.

Como são seus gastos com o carro?

Durante esse tempo gastei sim um pouco, mas é assim mesmo, o carro nunca está pronto, sempre tem uma atualização nova pra fazer, isso é um vicio que não quero parar de ter por um bom tempo.

Qual foi a viagem mais longa que já fez com ele?

Foi pra Itu/SP.

Como se portou durante a viagem?

O carro foi tranquilo, o difícil foi acompanhar os amigos com as naves 1.6 em diante, mais uma coisa é verdade, o 1.0 não fez feio não!

Ele já te deixou na mão? (Quebrar em algum lugar longe de casa/voltar de guincho pra casa) O que aconteceu?

Nesses 6 anos com o carro ele me deixou na mão uma vez, queimou o relê da bomba de combustível e ele apagou no meio da rua, mas com 35 reais o reparo estava feito.

Qual a melhor história que já teve com este carro!?

A melhor historia é difícil falar pois em todos os rolês que fizemos cada um é melhor que o outro, só o fato de sair da cidade e pegar estrada já se torna uma história pra ser lembrada por um bom tempo!

E a pior?

A pior acho que foi indo trabalhar no Guarujá e o carro ficou preso na entrada da balsa, 7 da manhã, todo mundo buzinando, forçando a balsa à manobrar para que meu carro soltasse da rampa. Na hora foi tenso mas depois a gente da risada lembrando!

Pensa em algum dia trocar/vender este carro!?

No momento o pensamento está dividido em trocar de carro ou dar aquele up no motor mencionado anteriormente, mas se rolar a troca de carro gostaria de pegar um Golf.

Se quiser, sinta-se a vontade para fazer um resumão do carro, coloque algo que não perguntamos, algo que você acredita que deva ser citado, algo que você acha que possa inspirar os próximos GearHeads!

Agradeço a oportunidade de expôr meu carro e algumas histórias minhas. Parabéns pela página e pela ideia relacionada, deixo aqui um forte abraço à família Amigos GearHeads.

E por hoje foi só pessoal! Essa foi a história do Diego Miranda e seu Celta LS. E se você quer participar do Carros da Galera é só mandar um e-mail para amigosgearheads@gmail.com. Lembrando que o carro da semana sempre será a capa do nosso Facebook. Esperamos que todos tenham gostado e semana que vem tem mais! Para ler sobre outros carros que participaram aqui do carros da galera, clique aqui.

Todas as informações aqui veiculadas são de total responsabilidade do autor das respostas e as mesmas não necessariamente vão representar a opinião do Amigos GearHeads.