Vai ou não vai? – Pitacos F1

Com a pole da Ferrari parecia que agora vai, e na expectativa da corrida a ansiedade a mil, Alonso me pára no final da volta de aquecimento com problemas no motor, quando você acha que vai tudo bem, aí então na largada (maravilhosa, diga-se) chega a primeira curva e Grosjean se engafinha com Palmer, temos safety-car. Ah meus amigos, foi difícil se segurar no sofá com tanta emoção!

A corrida em si foi bem morna, sem muita emoção a não ser esperar a chegada de Vettel em Bottas. Sem muitas ultrapassagens foi difícil manter o ânimo em assistir a corrida, somente os fãs mais aficionados conseguem manter o pique dessa maneira. Apenas o final nos deu um pouco de emoção, a maravilhosa briga entre Bottas e Vettel deixa o campeonato bem aberto, nos dá a esperança de que o finlandês possa ser o novo Rosberg, temos de esperar, mas tomara que ele consiga bater de frente com Hamilton.

Bottas fez uma ótima largada, de motor cheio e sem deixar o carro patinar, conseguiu pegar a ponta antes mesmo da primeira curva e fez uma ótima corrida, sem nem sentir a pressão de Vettel e fazendo volta mais rápida atrás de volta mais rápida, andando super bem, porém conforme foi sentindo o desgaste dos pneus começou a sofrer e perder terreno para Vettel, uma diferença que chegou a mais de 6 segundos começou a cair até chegar a 2,5 segundos, adiantou sua troca de pneus e, mesmo com Vettel chegando, conseguiu se manter à frente e vencer pela primeira vez na carreira. Já Hamilton não conseguiu manter o mesmo ritmo de seu companheiro, no começo da corrida apenas reclamava do desempenho de seu carro e mal conseguiu chegar no Raikkonen, quando começou a melhorar já era meio tarde pois já estava em hora de começar a trocar os pneus, acabou terminando na quarta posição sem nem conseguir chegar nas Ferraris.

Vettel apesar da pole não conseguiu manter o mesmo ritmo na largada, perdeu a primeira posição e começou a perder muito tempo, quando começou a reagir a Mercedes foi rápida em chamar o Bottas para a parada e a Ferrari foi inteligente em manter Vettel na pista, ainda tinha pneus em condições e quando parou voltou num ritmo bem melhor que as Mercedes, colocando pressão no finlandês que chegou em um momento até a errar a frenagem no terceiro setor e nos fez pensar “será que passa?”. Aquela máxima do automobilismo ainda vale, chegar é uma coisa, passar é outra, e chegou, nos deu uma ótima batalha, porém não conseguiu passar, Bottas contou com ajudas de alguns retardatários mas fez um bom trabalho e Vettel mesmo assim não se abalou, terminou na segunda posição, o que é muito bom para seu campeonato. Raikkonen fez o que se esperava dele, conseguiu segurar o Hamilton na largada e fez a corrida praticamente no mesmo nível do Vettel, se manteve na terceira posição sem Hamilton para pressiona-lo.

Max Verstappen terminou sua corrida sozinho, na quinta posição, mal apareceu durante a corrida. Provou que evoluiu como piloto, fez uma largada limpa, conseguiu segurar os pilotos que tentaram tomar sua posição, terminou a corrida sem problemas e sem mal aparecer na transmissão. Ricciardo infelizmente teve um problema no freio traseiro direito e teve de abandonar a corrida.

Pérez e Ocon terminaram a corrida na sexta e sétima posição respectivamente, um ótimo resultado para a equipe que após a prisão de seu dono, mostra que não se abalou e fez um ótimo trabalho no final de semana. Se conseguirem continuar dessa maneira, não vai ser difícil bater a meta de fechar o campeonato na terceira posição, o time já está bem à frente da Williams que terminou a corrida apenas com Massa nos pontos.

Hulkenberg fez uma corrida memorável, segurou sua troca de pneus o máximo que pode, chegando a dar 44 voltas com um jogo de pneus, algo que lhe trouxe um bom resultado conseguindo terminar na oitava posição. O mesmo não se pode dizer de Palmer, que bateu logo na largada com Grosjean e teve de abandonar a corrida.

Felipe Massa apareceu no final da corrida para ajudar Bottas e atrapalhar Vettel, eu sei eu sei, tenho certeza que Massa não atrapalhou propositalmente, o circuito de Sochi é horrível para ultrapassagens, estavam na última volta e não tinha como o piloto brasileiro parar o carro e estender um tapete vermelho para Vettel. Mas apesar de tudo Massa fez um bom trabalho para Williams, conseguiu salvar uns pontos mesmo numa pista que não ajuda o carro e, mesmo tendo um furo no pneu, conseguiu salvar pontos terminando na nona posição. Stroll finalmente terminou uma corrida, fora dos pontos é verdade, mas conseguiu terminar sua primeira corrida sem incidentes, quer dizer, teve uma rodada logo no começo, mas ao menos não bateu sozinho nem em ninguém.

E fechando os pontos, Sainz com uma corrida discreta salvou alguns pontos para a Toro Rosso com Kvyat fechando apenas na décima segunda colocação. Eu sinceramente gostaria de dizer mais da corrida dos dois, mas a transmissão não foi generosa e mal mostrou os carros que estava mais para tras no grid.

Enquanto isso a Haas continua sofrendo com seus azares. Magnussen começou a corrida com punição e Grosjean foi abalroado na largada, o time que apesar de mostrar algum avanço em relação ao ano passado vem sofrendo cada vez mais com azares. A Sauber nem conseguimos ver na corrida mas ao menos Ericsson conseguiu terminar a frente de Wherlein. E a McLaren coitada, Alonso mal largou e Vandoorne ninguém viu no GP.

A F1 precisa melhorar sua transmissão, apesar da boa briga entre Vettel e Bottas eles mal mostraram os carros das outras escuderias, sempre focando nos carros da Ferrari e Mercedes, quatro carros que durante toda a corrida não fizeram praticamente nada, fica difícil atrair novos e manter com os atuais espectadores. Se bem que a pista também não ajudou, sem ultrapassagens não tinha nem o que mostrar, mas já que nem os ponteiros fizeram nada, mostrem os outros carros, pelo menos para dar aquela força aos patrocinadores.

Imagens por Motorsport.com