Trump quer menos alemães nas ruas americanas

Em uma reunião da NATO, com o presidente da comissão europeia, Jean-Claude Juncker e o presidente do conselho europeu, Donald Tusk, onde jornalistas internacionais estavam presentes, o Trump soltou mais uma das suas idiotices:

Os alemães são maus, muito maus… Olhem quantos milhões de carros eles vendem nos Estados Unidos. Nós vamos parar com isso.

Esse seu comentário é uma retórica para algo que ele sempre disse sobre os fabricantes de veículos internacionais. Desde a sua campanha, ele vinha dizendo que todos os fabricantes, com exceção das americanas, irão receber uma taxa de 35% na hora de vender seus carros.

Se vocês querem fazer carros pelo mundo, então eu os desejo o melhor. Vocês podem fazer carros para os Estados Unidos, mas para cada carro que venha para cá, deverão pagar uma taxa de 35%

Isso faria os alemães muito mais caros do que a concorrência americana, fazendo o mercado para elas diminuir e, consequentemente, necessitariam buscar um lugar melhor para fazer dinheiro.

mercedes_audi_bmw_vw_emblems

Muitos jornais alemães publicaram sua frase, com textos sugerindo que o presidente americano não entende que a União Européia não pode renegociar tratos país por país.

A Alemanha tem uma balança comercial positiva de 252 bilhões de dólares, sendo que a maioria dos bens são os carros, nos quais fazem 12% de toda a exportação, e o local onde a maioria desses carros vão é… isso mesmo, os Estados Unidos da America, com um valor de 122 bilhões de dólares.

Screenshot (8)
Parece que o Trump não gosta dos carros americanos

Isso tudo soa estranho pois, apesar de todas idiotices de Trump, ele sempre foi visto com lasanhas internacionais, de Alemanha à Italia. Nada de Pontiac Aztec em sua coleção.