Puma apresenta seu modelo de rua

Ontem, dia 31 de maio, a Puma Automóveis surpreendeu todo mundo com uma postagem no Facebook. Estamos acostumados com a publicação de novidades do carro de pista, que está chegando cada vez mais perto de sua finalização e que já deu algumas voltas em pista para ajustes e testes finais. O carro participou do Rally Interlagos de Regularidade no dia 29 de abril deste ano e a fabricante informou que logo anunciará novidades de uma possível participação em algum campeonato de marcas.

18423739_1354294787999453_669546573856605938_n
Como o painel sugere, o novo Puma segue com a mecânica Volkswagen

Talvez um campeonato próprio, pois quando a marca voltou à vida esta era a pretensão inicial, com a criação de uma categoria monomarca com regras um pouco diferentes dos campeonatos que conhecemos hoje, em um misto de velocidade, regularidade e com duplas de pilotos (você pode ver mais detalhes aqui).

Como já falamos anteriormente o Puma de pista possui chassi tubular de desenvolvimento próprio, carroceria de fibra de vidro e motor EA111 1.6 com turbo, na posição central traseira.

12391941_942449549183981_8712818098025986700_n
O Puma de corrida, sem a carroceria de fibra

Mas a postagem de ontem foi à projeção do futuro modelo de rua da marca que, assim como o modelo de pista, teve o design desenvolvido pelo Du Oliveira. Podemos notar a clara inspiração nos antigos modelos da Puma, como o formato da carroceria e as guelras de “tubarão” nas laterais.

18813307_1373499149412350_2844306875694209945_n
O teto removível é o grande destaque da projeção

Os faróis trazem uma assinatura em LED e as linhas arrojadas da carroceria dão um ar de força e velocidade ao carro. E a novidade que chama muito a atenção é o teto targa, que nunca existiu nos antigos modelos e que ficou muito bonito, misturando um pouco do GTE e do GTS.

18765571_1373498899412375_7510573238587451913_n
Repare nas entradas de ar

As rodas são uma releitura das famosas rodas gaúchas, muito utilizada pelos pumeiros. Os bancos concha estão ali para o suporte ideal do corpo em curvas mais animadas e, somados à tração traseira, fazem do novo Puma um verdadeiro esportivo.

Rodas-Gauchas-para-Opala-Dodge-ou-Maverick-20131110173659
As famosas rodas gaúchas, feitas de magnésio para serem mais leves

Segundo a fabricante o carro será de fibra e a previsão de lançamento é para 2018. Já a motorização ainda não foi decidida, mas nós arriscamos dizer que o modelo de rua será muito parecido com o modelo de pista. O chassi tubular sofrerá algumas modificações para se tornar utilizável, permitindo a adição de portas, o interior deve ganhar algum requinte com adição de forrações, uma central multimídia, volante de base reta, uma suspensão menos rígida e o mesmo conjunto de motor e transmissão, talvez com um pouco menos de potência. Isso tudo tornaria o Puma em um esportivo muito divertido e com muito potencial de preparação.

Considerando a economia atual, e a produção artesanal de baixa escala, não espere por preços inferiores a R$ 80.000. Agora só nos resta esperar por mais informações e assim que elas chegarem vocês ficarão sabendo.