Fiat Mobi e Kia Rio decepcionam no crash-test da Latin NCAP

Ontem (1º) o Latin NCAP realizou uma transmissão ao vivo, mostrando o desempenho de novos modelos no famoso teste de colisão. Três modelos foram submetidos às provas e dois deles são muito interessantes para o público brasileiro, o FIAT Mobi e o Kia Rio. Falaremos de cada um deles em detalhes.

Desempenho do FIAT Mobi mantêm infeliz tradição

O Mobi atingiu uma estrela na proteção para adultos e duas estrelas na proteção para crianças. É um dado alarmante e que, se comparado aos compactos anteriores da FIAT, remete a um passado comum na fabricante italiana. O Novo Palio recebeu, em agosto de 2016, uma estrela na proteção para adultos e três na proteção para crianças, enquanto que o Novo Uno, em julho de 2011, obteve o mesmo resultado do subcompacto italiano.

Mobi Adulto
Proteção do Mobi ficou abaixo do esperado

Até que no impacto frontal o Mobi se saiu bem, com boa proteção à cabeça e pescoço do motorista e do passageiro. A deformação no assoalho, referente a área onde ficam os pés, foi insignificante, segundo o órgão independente que avalia a segurança dos veículos vendidos na América Latina. Mas no teste de impacto lateral a proteção foi considerada “pobre” para o peito e “fraca” para o abdômen (a escala começa no “pobre”, passa por “fraco”, “marginal” e “adequado”, até chegar no “bom”). Outro detalhe é que, após o impacto, as portas traseiras do subcompacto ficaram emperradas.

chevrolet-onix-crash-test
Onix também decepcionou, recebendo apenas uma estrela

O teste de colisão lateral é a prova que separa os meninos dos homens. Em maio deste ano o Chevrolet Onix recebeu nota zero na proteção para adultos pelo mesmo motivo, enquanto que a Peugeot retirou as barras laterais do 208 e descobrimos, em junho de 2016, durante o crash-test. Com isso, sua avaliação caiu para duas estrelas na proteção para adultos (antes eram quatro).

Esperado no mercado nacional, Rio já vem tropicalizado

Kia Rio Adulto
A proteção para adultos foi pouca coisa melhor que a do Mobi

O Rio, projetado para ser o carro de entrada da Kia (como o Gol é para a VW e o Ka é para a Ford), ainda não chegou ao Brasil e nem sabemos se ele virá de fato. Mas por um lado, isso é até bom: na carroceria sedã, o carro computou duas estrelas na proteção para adultos e para crianças.

A conclusão que fica é que a segurança no Brasil ainda é renegada, em sua maioria, aos modelos mais caros. O pior é que a própria população não se conscientiza, a prova disso é o Onix permanecer como o carro mais vendido do país. Enquanto não exigirmos projetos mais seguros, continuaremos a receber projetos de terceiro mundo.