Já pensou num VW Up! de rali? A Škoda já!

speed_up_gal_6_940x532
O carro mais amado e mais odiado do país

O Up! é o compacto mais amado e mais odiado do mercado, mas nós já falamos o porquê disso. O mais interessante do subcompacto alemão é sua capacidade de preparação, chegando em 140, 150, até 160 cv com remapeamentos de injeção mais extremos. O brasileiro, no entanto, foi além e jogou uma garrafa de óxido nitroso nessa mistura, produzindo cerca de 220 cv e 40 kgfm num carrinho que tem o poder de surpreender máquinas bem maiores e mais caras.

volkswagen-up-bts-4-750x420
A Batistinha Garage já chegou aos 160 cv no Up!, com direito a acabamento diferenciado, rodas maiores e suspensão retrabalhada

Em linha reta, ao menos, porque o Up! tem um centro de gravidade consideravelmente alto para as velocidades que suas versões preparadas atingem, tornando o ato de percorrer curvas em alta velocidade um tanto quanto perigoso (para não dizer suicida). Enquanto no Brasil já existem molas e amortecedores esportivos para a caixa de leite da Volkswagen, na República Tcheca (que?) já existe até versão de rali! Duvida? Acompanhe comigo.

buyers_guide_-_skoda_citigo_2014_-_front_quarter
Perceba como a lateral do Škoda Citigo é idêntica ao do VW Up!

Talvez você não saiba, mas o Grupo VW é um conglomerado relativamente grande, com diversas subsidiárias que surgiram dentro da própria VW e outras que foram incorporadas, que é o caso da Škoda, fabricante de automóveis da República Tcheca que surgiu em 1925 e tornou-se parte do Grupo Volkswagen em 1991. Tá, mas o que a Škoda tem a ver com o Up? É aí que está a sacada: eles vendem por lá uma versão modificada do Up!, chamada de Škoda Citigo. As proporções do Up! foram mantidas (afinal, a plataforma é a mesma) mas o desenho da frente e da traseira tem modificações sutis. E esse é o carro que virou um protótipo de rali, ao menos no visual.

gti-32
Parece até que anda muito

O Citigo Rally foi apresentado no Worthersee de 2012, evento anual que é tipo um BGT só que na Áustria. O interior conta com gaiola de proteção integral, bancos de corrida, volante de menor diâmetro e um painel completamente digital para evitar distrações durante a direção. O console central remete à carros de rali, cheio de botões e chaves com comandos funcionais, segundo a Škoda.

Mas é do lado de fora que o pequenino surpreende. O body kit alargado, pintado nas cores da fabricante tcheca, abriga enormes rodas da O.Z. forjadas de 18 polegadas com pneus de perfil baixo da Michelin e há scoops no capô e no teto para o arrefecimento do motor e cabine. Para fechar o pacote, a enorme asa traseira e o extrator de ar no para-choque garantem uma aerodinâmica mais eficiente em relação ao modelo original, gerando mais downforce no eixo de trás.

A Škoda tem uma longa estrada no rali e compete no Intercontinental Rally Challenge. Só que, apesar de ser um carro de competição sério, o Citigo Rally não chegou a entrar em nenhuma categoria e nem saiu como modelo de produção limitada. Mas se a Škoda não fez, há quem faça e os caras que fizeram são os donos da LMP-Racing, empresa tcheca de engenharia automotiva que converte carros em modelos de rali.

Até o esquema de cores é baseado no conceito da fabricante

Baseando-se no conceito da Škoda, o Citigo RXS 1600 perdeu o tri-cilíndrico e ganhou um 1.6 de quatro canecos e origem Volkswagen. A preparação é completamente desconhecida (você já tentou entender o idioma desses caras?!), mas sabe-se que a tração permaneceu dianteira e o câmbio continua manual.

pajr2
MEU. DEUS.

O interior segue a receita visual de um carro de rali, com interior aliviado, botões expostos, muita fibra de carbono e bancos concha da Sparco. As rodas não são da O.Z. mas seguem a mesma cor do conceito apresentado em 2012.

pajr1-1080x675
O RXS 1600 é um monstrinho em forma de caixa de leite

O carro, que ficou pronto no dia 21 de abril deste ano, ganhou três medalhas em três competições que participou e, em 25 de junho, ganhou a Super1600 em Buxtehude, na Alemanha, com o piloto Josef Šusta no comando do Škoda Citigo RXS1600 preparado pela LMP-Racing. Ao menos os brasileiros tem onde se inspirar para deixar o Up! TSI menos traiçoeiro nas curvas.