Qual o melhor primeiro veículo para um universitário? – O guia de 100 reais até 9 mil!

Atenção: A publicação a seguir contém, em alguns trechos, doses cavalares de ironia, mas em outros ela pode ser levada a sério mesmo. Leia por sua conta e risco.

Universitário Parte 1

Ah, a universidade. A fase mais bonita na vida de um ser humano. Onde não existem cobranças, pressão da família, concorrência ou até mesmo problemas de relacionamento. Tudo é mais lindo com a vida universitária, mas você insiste em reclamar do transporte público, que é tão eficiente. Seguindo essa premissa, e olhando os classificados online todos os dias, você chegou em uma decisão: é hora de ter o meu próprio transporte. E é aqui que entra o seu site GearHead favorito, pois nós iremos te ajudar a fazer a pior melhor escolha!

Muito provavelmente você nunca teve um veículo, então pensamos em coisas plausíveis e que não darão muita dor de cabeça com a manutenção. Sem falar nas dimensões; um carro pequeno é essencial para quem está começando pois você vai arranhá-lo na hora daquela estacionada mais apertada. Cuidados com o consumo também serão levados em conta, nada de turbinados por aqui, a seção de Lasanhas fica pra lá. A segurança também será levada em conta, de acordo com a faixa de preço adequada (já chegaremos lá).

Você também notará que modelos como o Fusca e o Chevette não aparecerão por aqui. Eu explico: a especulação em cima desses modelos está tão grande que não dá pra chegar numa média precisa de valor para um carro relativamente usável. E você não quer que seu primeiro carro negue fogo na porta da balada, não é mesmo?

Para facilitar, dividimos nosso comparativo em algumas categorias, talvez você se encaixe em alguma delas. Os nomes são apenas ilustrativos, então pode ser que você caia numa faixa de preço que não condiz com o que dissemos aqui, mas o que vale são as opções disponíveis. Sem mais delongas, vamos ao que interessa!

Universitário – Entre 100 e 1.500 reais.

O universitário padrão não precisa de mais um adjetivo. É o cara que estuda na mesma cidade em que nasceu, que recebe ocasionalmente um dinheiro da família ou de algum trabalho que se mete a fazer, que (ainda) não conseguiu uma bolsa na faculdade. Mas isso não o impede de ir juntando uns trocados para comprar algum lixo meio de transporte barato e relativamente bem conservado. Vamos às primeiras opções da lista!

Bicicleta

GEDSC DIGITAL CAMERA
A barra circular, transporte mais moralizador do século passado

A pergunta é “por quê não uma magrela?”. É o meio de transporte mais barato que você poderá encontrar. Além de sair do busão, que é a proposta desta publicação, você não terá custos com combustível, seguro e manutenção (este último ao menos não igual à um carro ou uma moto). Sem falar que você ainda vai tirar essa barriga gorda que insiste em te perseguir que eu tô ligado.

WP_20160721_11_53_45_Pro
Bicicleta elétrica raíz, projeto que participei na universidade

Lembre-se de comprar um bom cadeado (ou de fazer um com corrente de portão mesmo, é até mais seguro) e de alinhar a roda traseira (assim a corrente não vai ficar saindo toda hora), e pronto, você tem uma bike pronta para qualquer parada. Tudo na bicicleta são ajustes que você faz facilmente com uma chave inglesa na sala de casa, pra quem quer aprender o funcionamento básico de transferência de força é o veículo perfeito.

Yamaha Jog Teen

maxresdefault1
Sim, cabem duas pessoas aí

Você que tira onda da pequena Jog, trate de dobrar sua língua! Ela é um capeta em forma de scooter, basta apenas encontrar um dono atencioso e que consiga retirar todo o potencial disponível da usina de força localizada embaixo do banco do piloto. Existem modelos de diversos preços, o maior problema mesmo é encontrar uma que ainda funcione por cerca de mil reais.

São 16 cv a 6.000 rpm e 0,15 kgfm a 5.570 rpm do motor monocilíndrico refrigerado a ar e 2 tempos. Parece pouco mas são números mais do que suficientes para mover os parcos 63 kg do seu quadro, que usa garfo telescópico na dianteira e amortecedor mono-braço na traseira. Para efeito de comparação a atual Honda Titan 160 gera 15,1 cv a 8.000 rpm, provando a superioridade astronômica da pequena Yamaha. A Jog ainda ensina matemática, pois você se tornará expert em saber a proporção de óleo que vai misturado à gasolina no tanque de 3,5 litros de capacidade

Shineray Phoenix

IMG_20140405_102816
O cadeado será seu fiel companheiro. E essa moto já foi minha.

A máquina definitiva da escola mecânica moderna, o ciclomotor mais conhecido de todos os tempos, o veículo de duas rodas mais capaz de devorar asfalto, com esta motoneta você poderá dizer para todos que comprou um Shineray que corre mais que o Satanás (não entendeu? Clica aqui).

hqdefault
NÃO ANDE ASSIM NESTA MOTO

Com apenas 2,7 cv a 8.000 rpm e 0,26 kgfm a 6.000 rpm em seus 88 kg, o ciclomotor da empresa chinesa dá conta de levar duas pessoas com eficiência, palavra de quem já teve um (mas isso é história para outro post). Toda a parte mecânica tem origem na Honda Biz 100, com exceção do câmbio que possui manete de embreagem (o diferencial dela em relação à outros ciclomotores). Por sinal, a compra do pistão da Biz é uma modificação bastante comum e que traz bons resultados. Uma adequação legal aqui em relação à moto da Honda está nas rodas de 17 polegadas, melhores para enfrentara a buraqueira do dia-a-dia. Uma dica: não ande que nem um retardado nessa moto (e nem em moto nenhuma, mas principalmente nessa).

Universitário bolsista – Entre 1.500 e 3.000 reais.

Parabéns, você lutou em diversos processos seletivos, se inscreveu em diversos editais e conseguiu uma bolsa na sua universidade. Está ganhando seus 300 ou 400 reais por mês, mais do que suficiente para se manter ainda na casa de sua família. A dica de ouro é que passar fome faz sobrar dinheiro, então economizem para as escolhas a seguir!

FIAT 147

fiat-127-1979-rustica
O pioneiro da FIAT em muitos aspectos é charmoso até hoje

O carro inaugural da FIAT no Brasil foi pioneiro em diversos aspectos. Foi o primeiro nacional com motor dianteiro disposto transversalmente, o primeiro nacional com desembaçador traseiro, o primeiro carro brasileiro com estepe no cofre do motor (solução para aumentar o espaço do porta-malas, que não se mostrou muito segura com o passar dos anos) e ainda foi o primeiro carro fabricado em série movido a álcool no mundo.

fiat147-claudioteixeira-670
A frente “Europa” ainda não é tão valorizada quanto os mais antigos

Disponível em motores de 1.050, 1.300 e 1.500 cilindradas, o 147 é um carro gostoso de dirigir pela leveza e o entre-eixos ridiculamente curto. Apesar disso, o espaço interno é até que razoável. Mas para quê andar de 147…

FIAT Uno

fiat-uno-s-1-5-i-e-1992-01-1
O visual de bota ortopédica que conquistou o Brasil

…se você pode comprar um Uno? O sucessor do 147 aproveita o seu conjunto mecânico em linhas mais modernas para se tornar uma lenda das estradas brasileiras. Pela faixa de preço estipulada muito provavelmente você pegará um Uno com motor Fiasa, que é bastante econômico e girador (tem R/L de apenas 0,21 no 1.0 e 0,27 no 1.3). O ronco característico do motor concebido por Aurelio Lampredi fica ainda mais envolvente com um escape dimensionado, ou só com um furo no último abafador mesmo.

56a280610e21630a3e0fc492qr-592-gb-uno-02
Dê graças a Deus por ele ter marcador de combustível

As vantagens da bota ortopédica móvel são inúmeras: a revenda é ridiculamente fácil, peças de reposição existem aos montes e o monobloco apresenta bastante espaço interno graças à configuração transversal do motor. Mas, apesar de evoluir em muitos aspectos, no quesito segurança o Uno não é muita coisa melhor que um 147.

Renault Twingo

manual2bde2bcompra2btwingo2b252822529
Não se engane: este pequeno francês consegue carregar dois postes no teto!

Esse vai pro cara que não se importa em ter sua masculinidade questionada por comprar um Twingo. Até porque, o Twingo é o carro mais másculo o possível. O bolsista que mora com os pais muito provavelmente não tem aquela privacidade num momento mais íntimo com a cremosa (ou o cremoso). Por isso, pensar num carro compacto, relativamente discreto (porque, apesar de exótico, ninguém liga pra um Renault velho) e que se transforma numa cama é a melhor opção pra quem não quer gastar com motel.

renault-twingo_1994_08.jpg
Sim, muito másculo

O Twingo chegou em 1995 com o antiquado C3G, todo em ferro com comando no bloco acionado por corrente e injeção eletrônica monoponto. Deslocando 1,2 litro, a usina de força produz 55 cv a 5.300 rpm e 9,4 kgfm a 2.800 rpm. É o Twingo mais rápido, também por ser o mais leve; são 790 kg enquanto que os equipados com o motor 1.0 possuem 820 kg de lata, plástico, tecido, vidros e masculinidade. Ignore as versões 1.0, porque elas sairão da faixa de preço que você pode pagar.

Universitário estrangeiro – Entre 3.000 e 5.000 reais.

Ir estudar longe da cidade natal têm seus lados negativos, mas a ideia aqui é explorar todas as possibilidades positivas para conseguir economizar uma grana extra e comprar o seu ferro-velho sobre rodas. Muito provavelmente ao morar fora você receberá uma graninha da família para poder pagar aluguel, água, luz, internet e comida. O mais interessante aqui, além de economizar como nos casos anteriores, é superfaturar o valor do aluguel para juntar mais capital. Fiquem com as opções!

Peugeot 106

img_3703
106 Fase 1 no maior estilo ratlook. Apareceu no Interclubes!

O 106 é econômico até na quantidade de parafusos por roda, são apenas 3, igual ao Corcel II LDO monocromático que seu tio avô usava para sair com os brotos. Homologado apenas para 4 pessoas, o 106 é despojado de muita coisa mas é mais moderno que qualquer outro carro de entrada vendido na época aqui no Brasil. Fora que o carro ainda é uma excelente base para projetos monstruosos, como este de mais de 500 cv.

peugeot-106-2565_9
O 106 Fase 2

Em 96 o pequeno francês passou por um facelift de meia vida, onde ganhou uma frente mais distante do 205 e mais próxima do 206. Por esse preço é possível achar 106 tanto fase 1 quanto fase 2, então a escolha vai de acordo com o estado de conservação do carro e, é claro, o seu gosto. Fique atento ao semi-eixos, é o ponto mais crítico do carro.

Volkswagen Gol

kit-adesivoemblema-gol-1000-catalisador-gol-quadrado-d_nq_np_120701-mlb20388275036_082015-f
Não anda nada, mas também não bebe nada

Essa lista estaria incompleta sem um Gol, não é mesmo? O ex-xodó dos brasileiros é o carro mais preparado do país com uma infinidade de configurações disponíveis, desde preparação aspirada leve, passando pelo kit turbo básico até o swap para bloco de Amarok e cabeçote 20 válvulas do Audi A3 1.8 Turbo. Mas muito provavelmente você não vai ter dinheiro para preparações mirabolantes, então vamos nos ater ao básico.

gol2bgt2b12b1
O carro mais modificado da país teve incontáveis versões. Na foto, um Gol que você não poderá comprar.

Quase todos os modelos de Gol quadrado entram nessa faixa de preço, com exceção dos esportivos, é lógico. A regra aqui é olhar a estrutura, as longarinas, o túnel onde fica a transmissão e a parede corta-fogo, pontos críticos da plataforma do quadrado. Os motores, tanto AP quanto CHT, são lifeproof, então, a menos que o carro tenha sido muito mal tratado, você não terá muita dor de cabeça com o AP. Se quiser partir pra algo mais novo ainda há o Gol bolinha, mas desse modelo os mais baratos são equipados com o motor 1.0 16 válvulas, e você não vai querer levar essa bucha pra casa.

Chevrolet Corsa

chevrolet-corsa-1
Mais confortável e tecnológico que qualquer concorrente da época

Quando o Corsa chegou automaticamente toda a concorrência se tornou obsoleta. Apesar disso, sua manutenção não é coisa de outro mundo: o motor Família 1 é bastante tolerante e, como você já deve imaginar, as possibilidades de preparação são imensas, incluindo o swap para uma cilindrada maior.

chevrolet-corsa-wind-brasil-primeira-geracao-1404498894877_956x500
O modelo 2 portas é bem mais harmonioso

Atente-se ao modelo, por esse preço você consegue achar um 1.0 MPFI, que não sofre tanto para empurrar seus 1.020 kg. Fuja do modelo 1.0 EFI, vendido entre 1994 e 1996, esse daí tem potencial para ser mais lento que a Shineray que eu citei lá no começo.

Universitário estagiário – Entre 5.000 e 9.000 reais.

Então quer dizer que você conseguiu um trabalho escravo? Ah, agora tudo vai mudar, a liberdade vai cantar, meu chapa! Junte todo e qualquer dinheiro desnecessário (isso existe?) e será possível comprar alguns dos modelos citados abaixo.

Chevrolet Celta

chevrolet-celta-2000
100% pé de boi, mas fácil de vender e manter

Falamos do Corsa ali em cima, então por quê evoluir para um projeto que se apropria da sua plataforma e ainda tem um estilo mais atualizado? O Celta divide opiniões mas é um carro muito honesto com mecânica acessível, grandes possibilidades de personalização e uma comunidade de fãs bem participativa.

chevrolet-celta-2000-interior
Esse tem até conta-giros!

As críticas ficam pelo interior espartano, principalmente nos modelos mais antigos. O Celta é o caso do carro que nasceu pelado (não tinha ar-condicionado nem como opcional e a carroceria era só duas portas) e morreu até com airbags e ABS. Logicamente, esses dois últimos itens são encontrados apenas em modelos que fogem dessa faixa de preço, mas dá pra caçar veículos mais equipadinhos por um preço razoável. Ah sim, a luz de injeção vai apagar, pode confiar sim amiguinho.

Ford Escort Mk 5 1.8

ford20escort20rs2000204x4
Tem Escort para todos os gostos

Que tal um hatch médio da Ford com mecânica Volkswagen na garagem? O cuidado com a dinâmica originado da Ford européia com o motor mais preparado do Brasil? Talvez a combinação soe como heresia, mas o Escort de 5ª geração é um dos carros mais honestos em sua faixa de preço. E a maioria dos modelos já vem bem completos de fábrica.

amortecedor-traseiro-logus-pointer-96-escort-9396-remanu-d_nq_np_173011-mlb20473369551_112015-f
Torne seu hobby num Escort (essa foi péssima)

A motorização não tem muitos segredos, o AP roda até com água no tanque. O câmbio tem aquela relação infinita, ótimo pra quem pega rodovias para chegar até a faculdade. Essa combinação de motor torcudo e câmbio alongado diminui o ruído interno e ainda ajuda na economia de combustível, dentro do possível, é claro. Fora que o Escort não é tão visado quanto os Volkswagen que usam este mesmo motor, então uma preparação leve já tornaria seu carro bastante exclusivo.

Honda Civic LX de 6ª geração

96-98_honda_civic_lx_sedan
Diga pra sua namorada que você tem um Honda Civic. Só não fale o ano.

O primeiro Honda da lista é surpreendentemente mais barato que você imagina. Este carro é pra você, que sempre começou o Need for Speed Underground 2 com o Civic coupé. Não é exatamente o carro do jogo, mas a frente é a mesma. O modelo LX vem com o motor D16Y7, de 107 cv a 6.200 rpm e 14,28 kgfm a 4.600 rpm, e pode ser equipado com transmissão manual de 5 ou automática com 4 velocidades.

maxresdefault2
O painel já era desatualizado. Pra época.

Apesar de não entregar muita potência, o carro é bastante econômico e há relatos de donos que já chegaram aos 500 mil quilômetros rodados sem precisar abrir o motor. O visual datado do interior entrega a idade do projeto, vide as alavancas de acionamento do ar condicionado. No entanto, o carro trouxe certas inovações: é o primeiro Civic com saída OBD-2, padrão que usamos até hoje para escanear a injeção eletrônica dos carros.

339970-800x500_c
Agora você poderá ser chavoso com sua barca!

Acha que acabou? Tem mais dinheiro em caixa? Então confira a continuação clicando aqui!