Desmerecer carros chineses pode ser um tiro no pé

byd_songmpv
BYD Song MPV, minivan chinesa a ser lançada em breve

Em 2007, os automóveis fabricados na China iniciaram suas vendas em território brasileiro com o lançamento do Effa M100, uma experiência terrivelmente mal-sucedida.

A qualidade apresentada era tão sofrível a ponto de uma famosa publicação automotiva interromper um teste de longa duração, em um total de 60 mil quilômetros antes do final pela falta de condições de segurança e durabilidade.

lifan-x60-cvt-2
O Lifan X60 tem boas vendas no mercado nacional

Assim, os carros made in China ganharam a (justa) fama de péssima qualidade, até o momento. Tecer críticas mordazes e fazer piadas com estes fabricantes e modelos virou esporte entre os motoristas daqui.

Porém, precisamos analisar a história de outros fabricantes asiáticos, os quais seguiram o mesmo caminho no passado, para projetar o futuro das marcas chinesas para não “queimar a língua” daqui a dez ou vinte anos.

O assunto deste post consiste na análise das trajetórias de fabricantes japoneses e coreanos e sua contextualização com os atuais chineses.

Veja o que a história tem a nos ensinar sobre carros chineses em Educação Automotiva==>