O Renascimento de um Ícone (ou o que seria da Porsche se o mundo fosse menos chato)

Como poderia ser o lendário Porsche 908, de 1968, com sua famosa cauda longa hoje em dia, caso o regulamento do FIA WEC permitisse? Um grupo de cinco entusiastas pensaram a mesma coisa e resolveram apresentar um conceito do que seria seu sucessor moderno e o resultado é simplesmente maravilhoso: eis o 908/04

O conceito Porsche 908/64 é o resultado do trabalho em equipe com contribuições de cinco pessoas-chave, entre eles um brasileiro: Marcos Beltrão (Modelador/Renderização Exterior), Alan Derosier (Designer Externo), Martin Peng (Modelador de componentes), Guillermo Mignot (Designer de Interiores) e Tom Wheatley (Retocador de Imagem). Todos eles trabalham para uma marca automotiva chinesa e todos compartilham a mesma paixão pela Porsche.

Os cinco amigos queriam criar um carro que ninguém mais faz, uma sensação de “voltar ao básico” e principalmente focado em gerar um sentimento de amor pelo automobilismo, um carro para amantes reais e verdadeiros GearHeads, assim como eles. O foco era dar um olhar avançado com uma alma verdadeiramente mecânica, a ideologia da forma sob função.

A ideia era fazer uma interpretação moderna do 908 de 1969. “Eu, como designer, fiz a escolha para ter o longtail porque Porsches com esse recurso tem algo genuinamente único. E até agora, ninguém, até onde eu sei, tentou criar uma versão moderna disso. Na minha opinião, é meio que uma ideia esquecida, então pensei que seria um ‘renascimento de um ícone’ que geraria nostalgia no carro e nos entusiastas da Porsche”, lembra Alan, o líder do projeto.

Desde o início eles queriam que o carro tivesse claramente a identidade visual da Porsche, criando o carro de uma maneira que eles acreditassem que os admiradores de Porsche iriam adorar. “A Porsche é uma das marcas raras que evoluiu a partir de uma forte herança de design e identidade únicos. Eu não queria ‘descrevê-lo’, e do meu ponto de vista, objetos com volumes puros e detalhes complexos resistirão ao teste do tempo e definirão a maneira como vejo a Porsche”, continua Alan.

O desafio do projeto era trabalhar com proporções reais. A equipe fez o carro de uma maneira que poderia ser fisicamente viável, “então nós realmente trabalhamos com dimensões e restrições coerentes, como posição de assento, visibilidade, espaço livre, aberturas de portas, entrada / saída, largura, comprimento, altura e assim por diante”, Explica Alan.

 

Depois do expediente em seus trabalhos, Alan e seus colegas ficavam no escritório para trabalhar em seu projeto privado 908/04, trabalho esse que durou quase dois anos e cerca de 5.000 horas no total.

A Porsche então foi atrás dos jovens entusiastas alguns meses atrás e resolveram lançar um vídeo para contar a história da criação do conceito, confiram (o vídeo tem legendas automáticas disponível):

E não deixem de apreciar esta bela galeria: