Carros da Galera – Conheçam o Peugeot 106 de Gean Morais

Falaí galera GearHead, hoje estamos postando mais um projeto do Carros da Galera! Além de nos aproximarmos de vocês, isso fará com que todos possam conhecer outros carros, ver diversos pontos de vista em cima do mesmo, despertar aquela paixão escondida meio renegada e até mesmo tirar aquela dúvida final, aquele detalhe que faltava para te animar na compra do veículo!

Lembramos que não queremos apenas os projetos mais absurdos, qualquer um pode participar, o foco aqui é na sua história com seu carro ou outros carros, queremos conhecer nossos leitores também! Hoje traremos para vocês a história de um carro pequeno em tamanho e pequeno em motor, um carro que só presta quando é feito swap (que 90% dos donos fazem assim que compram o carro), um dos carros mais fracos que existe por estas terras e que os donos adoram falar que quando foi lançado era um ótimo carro, mas nós sabemos que não era. Com vocês a história de Gean Morais e seu Peugeot 106.

Diga seu nome, idade, onde mora…aquela apresentação básica para a galera te conhecer!

Meu nome é Gean, tenho 24 anos, moro em Guararema, uma cidade turística no interior de SP, mas sou natural de Mogi das Cruzes, cidade vizinha.

Qual carro você tem?

Atualmente sou proprietário de um Peugeot 106.

 

Ele tem algum apelido?

Em um dos encontros de Clubes descobri que os apelidão de PUG (Pangui), e desde então os chamo assim rsrs.

Como você acredita que nasceu esta paixão por carros?

Sempre gostei de carros clássicos embora nunca tenha obitido nenhum, mas o interesse veio primeiramente pela necessidade em decorrência a chegada do primeiro filho, e desde então a gente se apega ao “possante” no decorrer do uso.

 

Porque escolheu este carro? (Ou estes caso seja mais que um)

Na verdade eu adquiri esse Peugeot como um intruso, era o meu cunhado o antigo dono, ele acabou perdendo o carro por falta de pagamento, e eu fui atrás pra saber de perto o que realmente estava acontecendo, e acabei assumindo a dívida e me tornando o proprietário dele.

Como você acredita que nasceu este amor/paixão/admiração por este carro em especifico?

No dia de buscar o carro e antes de fechar o negócio eu levei um mecânico de confiança pra buscá-lo e o mesmo me deu um parecer a respeito dele, embora nunca tivesse tido outro Peugeot antes, eu o comprei mesmo escutando de todos que “aquilo” era bomba, de manutenção caríssima, e que não conseguiria passa-lo pra frente com facilidade. Como aqui na minha cidade pelo menos não tem muitos deles, na verdade só vi 4 até agora e mesmo assim com longos espaços de tempo, ele acabou meio que se tornando um carro exclusivo. E desde de que comecei a ir nos encontros mensais organizados pelos grupos, cada vez mais comecei a me apegar ao carro.

 

Quais carros já teve antes do atual?

Tive um Uno 1.3 91, Parati 1.6 89 e Monza Classic 2.0 87

O carro tem alguma alteração de motor e/ou estética!?

Não houve nenhuma alteração ainda, mas já estão em projeto, ainda preciso fazer manutenções nele.

 

Tem alguma pretensão de preparação de motor e/ou estética ou pretende deixar original!?

Em relação ao motor, gostaria de fazer um Swap para o 1.6 16 v, já assisti muitos vídeos de outros proprietários que fizeram e ficaram bem legais, mas a minha ideia mesmo é apenas por uma rodas maiores e baixar a suspenção. Gosto de andar devagar, e como não viajo muito então o carro é mais pro uso nos fins de semana ultimamente.

Quais você considera os pontos fortes e fracos do carro?

Acho o desenho da carroceria bem diferente, a estética do carro em si é, e isso o destaca de muitos outros modelos por aí, esse pra mim é um dos pontos fortes, mas se compararmos o alto custo e a dificuldade em achar peças de manutenção e acessórios, isso certamente se torna um ponto fraco referente a esse modelo.

 

Como é o uso no dia-a-dia!? (Conforto, consumo, manutenção, desempenho, etc)

É um carro bem ligeiro embora só tenha em torno de 45 cavalos de potência. Recentemente fiz uma viajem ao Rio de Janeiro, exatos 866 km, e usei um tanque pra fazer esse percurso, uma média de 20 km/l, isso na estrada, na cidade faz em torno de 13 km/l. Ressaltando que onde moro, tem uma faixa de pedestre a cada 10 metros, o que faz com que o consumo vá lá em cima.

Como são seus gastos com o carro?

Não tive altos gastos nele ainda, apenas fiz a manutenção de freios, e em relação a peças não fugiu muito de preços de outras marcas nacionais.

 

Qual foi a viagem mais longa que já fez com ele?

Rio de Janeiro, mais precisamente pra São Gonçalo, 866km ida e volta partindo da minha casa.

Como se portou durante a viagem?

Não apresentou anomalias.

Ele já te deixou na mão? (Quebrar em algum lugar longe de casa/voltar de guincho pra casa) O que aconteceu?

Já, uma vez que quebrou a correia do alternador e eu não prestei atenção na luz de advertência no painel e consumi toda a bateria.

Qual a melhor história que já teve com este carro?

Melhor deixarmos, isso de lado rsrs. Mas uma delas foi a viajem a cidade de São Lourenço-MG na casa do meu pai.

E a pior?

Ajudando a um amigo, que quando cheguei ao local, ele pôs um monte de bichos no carro, e fizeram aquela sujeira.

Pensa em algum dia trocar/vender este carro?

Em vender não, mas futuramente pretendo adquirir outro da mesma marca, um 307.

 

E por hoje foi só pessoal! Essa foi a história do Gean e seu Peugeot 106. E se você quer participar do Carros da Galera é só mandar um e-mail para amigosgearheads@gmail.com. Lembrando que o carro da semana sempre será a capa do nosso Facebook. Esperamos que todos tenham gostado e semana que vem tem mais! Para ler sobre outros carros que participaram aqui do carros da galera, clique aqui.

Todas as informações aqui veiculadas são de total responsabilidade do autor das respostas e elas não necessariamente representarão a opinião do Amigos GearHeads.