Uma nova despedida de Massa e uma boa corrida – Pitacos F1

Não podemos dizer que o GP do Brasil foi o melhor GP da temporada, mas também não foi o pior de todos. Lewis Hamilton após bater durante a classificação optou por trocar vários componentes do carro e largar dos boxes e assim fazer uma corrida de recuperação e acabou nos proporcionando um ótimo show de ultrapassagens. Claro que temos que levar em conta o fato de que o inglês foi ajudado com o safety-car e as lambanças de alguns pilotos na largada. Os pilotos da Haas acharam que era uma corrida de bate-bate, Magnussen logo nas primeiras curvas tirou Vandoorne e por pouco não tira Ricciardo e Grosjean logo na subida do laranjinha tirou Ocon da corrida o safety-car entrou, limpou a pista e tivemos uma nova relargada.

Vettel fez um ótimo trabalho ao conseguiu pular a frente de Bottas e tomar a ponta na primeira curva e de lá não saiu mais, soube abrir uma boa distância para o piloto da Mercedes e precisou apenas administrar, não sofreu nenhum ataque nem mesmo durante as paradas de troca de pneus e pouco depois acabou até sumindo na transmissão. Raikkonen também fez um bom trabalho, deveria ao menos ter tentado alcançar Bottas para não se preocupar com ataques de Hamilton porém não conseguiu ser rápido o suficiente para isso, no final fez um ótimo trabalho reagindo muito bem aos ataques do inglês e terminou na terceira posição.

Bottas não fez uma largada ruim, foi Vettel que fez uma ótima largada e além disso tudo a pista ajuda com o segundo colocado largando por dentro na primeira curva que foi aí que Vettel deu o pulo do gato, mas Bottas fez um bom trabalho, mesmo não conseguindo atacar o alemão ele conseguiu manter uma boa distância para Raikkonen que em nenhum momento da corrida chegou a ameaça-lo, correu bem, terminou em segundo e é só isso que tenho para falar sobre. Hamilton fez uma ótima corrida, foi escalando o pelotão sem dificuldades, contou com uma grande ajuda do safety-car que juntou todo o pelotão e também foi ajudado pela lambança dos pilotos da Haas, mesmo assim tem grande mérito, no final chegou a esboçar uma briga com Raikkonen mas o finlandês conseguiu manter um bom ritmo e não ser atacado. Foi uma grande corrida para o inglês que terminou na quarta posição.

Em quinto, Verstappen fez o máximo que conseguiu com um motor Renault que não estava rendendo tão bem este final de semana, o time dos energéticos culpa a francesa por usar um mata muito conservador e assim os carros não tiveram o ritmo esperado. Chegou a esboçar uma luta por posições com Raikkonen mas logo depois desistiu e foi ficando para trás. Ricciardo por pouco não ficou fora da corrida, foi acertado por Vandoorne (que tinha sido acertado por Magnussen na entrada da segunda curva), o australiano já tinha começado a corrida com uma punição de 10 posições chegou a rodar e cair para último, mas mesmo assim fez um ótimo trabalho para chegar em sexto e salvar um ótimo resultado para o time.

Massa em sua corrida de despedida (novamente) em casa também nos proporcionou um ótimo show, fez uma corrida limpa e livre de problemas e acabou terminando como melhor do resto. Durante a corrida fez belas ultrapassagens e ficou boa parte da prova numa ótima briga com Alonso que não teve uma chance para ultrapassar o brasileiro e dessa vez: “Alonso, Massa is faster than you”. Foi um ótimo show para quem estava nas arquibancadas e também acompanhava pela televisão e confesso até que a sétima posição foi pouco para o trabalho que o brasileiro fez. Já Stroll não fez uma boa corrida, foi apagado durante o fim de semana, apareceu algumas vezes lutando por posições no fim do pelotão e acabou abandonando a corrida.

Alonso fez uma ótima corrida, além de uma ótima classificação, conseguiu lutar por posições e manter um ritmo constante sempre. A falta de velocidade em reta que prejudicou um pouco e por isso não conseguiu ter uma batalha mais justa com Felipe Massa, mas fora isso a corrida foi excelente e isso só prova o quanto o chassi do time de Woking é bom e falta apenas motor. Vandoorne infelizmente foi abalroado por um doido Magnussen e não conseguiu passar da primeira volta.

Em nono Pérez salvou o final de semana da Force India. Salvou alguns pequenos pontos para a equipe porém o carro não teve o rendimento esperado durante o final de semana, o carro não andou bem e durante a corrida mal teve chances de atacar Alonso por uma posição melhor. Ocon foi alvo de outra Haas, a de Grosjean e abandonou a corrida após ser acertado no laranjinha, ainda na primeira volta. Uma pena pois o francês vinha fazendo uma ótima temporada e acreditem é a primeira vez que o piloto abandona uma corrida de F1 desde sua estreia na categoria no GP da Bélgica de 2016. Até então eram 27 corridas sem abandonos.

E fechando os pontos temos Hulkenberg. Na décima posição o alemão fez uma corrida limpa e livre de problemas, contou com a ajuda de alguns abandonos para conseguir pontuar. Sainz Jr. terminou logo atrás, décimo primeiro também fazendo uma corrida tranquila. Os motores Renault acabaram não rendendo o esperado durante o GP do Brasil, tanto os carros da Red Bull como Toro Rosso também sofreram com um rendimento bem abaixo do esperado.

Fotos por Motorsport