Dicionário GearHead

dicionário vocabulário gearhead

Publicado originalmente em Educação Automotiva

Toda comunidade cria seus vocábulos, gírias e jargões próprios. Os GearHeads não são diferentes e possuem uma capacidade inventiva fora do normal. Muitos desses termos têm forte veia humorística, enquanto outros se mostram bastante técnicos.

Então, o primeiro termo é o apelido da própria comunidade:

GearHead

Um termo criado pelos ingleses, terra de Jeremy Clarkson e seu lendário programa Top Gear, significa “cabeça de engrenagem” ou “cabeça de câmbio” em tradução livre. Define uma pessoa fanática por carros, dedicada ao assunto, detentora de grandes conhecimentos e muito interessada em qualquer máquina com motor, rodas e volante. Em sua esmagadora maioria, curtem automobilismo.

Outros sinônimos para GearHead são petrolhead (“cabeça de gasolina”), car lover (amantes de carros), car guy/girl (o cara/garota dos carros). Em português, os termos mais usados são apaixonados por carro, entusiastas e autoentusiastas.

Lasanha

Carro antigo, normalmente grande, e que foi referência em desempenho e sofisticação no passado. Seus proprietários atuais, quase sempre GearHeads, dedicam horas de seu tempo livre para resolver os problemas do automóvel ou em sua preparação.

O termo lasanha se origina do fato de estes carros terem sofrido muitas colisões, pequenas e grandes, e suas carrocerias receberam várias camadas de massa nos reparos efetuados pelos funileiros. Tantas camadas de massa quanto uma boa lasanha da nonna.

Maconha

dicionário gearhead maconha

Carro com problemas nas juntas do motor, no qual o óleo penetra na câmara de combustão e sofre combustão junto com a gasolina, álccol ou diesel, soltando grande quantidade de fumaça pelo escapamento.

A associação da fumaça do escapamento com a do “cigarrinho do capeta” é instantânea e dispensa maiores explicações.

Nave

Descreve um carro grande, caro, sofisticado, cheio de equipamentos, confortável, veloz ou esportivo. Sua aplicação é bastante genérica e utilizada para descrever carros que a pessoa aprecia.

Sleeper

dicionário gearhead sleeper
A idade média dos proprietários de de 63 anos, mas os 286 cavalos do motor 3.5 V6 deste Honda Accord o fazem quase tão rápido quanto o Golf GTI.

Modelo de aparência pacata, sisuda e/ou discreta, mas com uma usina de força debaixo do capô suficiente para dar benga em muito esportivo consagrado. Pode ser OEM ou preparado.

Parecem carros comuns, mas quem não entende do assunto e tentar desafiá-los pode passar a maior vergonha de sua vida.

Treiskilimei

por que o motor AP aguenta turbinagem pesada
O motor mais preparado do Brasil com “treiskilimei de turbo”.

A expressão se aplica para motores turbinados. O princípio de funcionamento do caracol mágico se baseia em empurrar maior volume de mistura ar/combustível para dentro da câmara de combustão atráves da admissão forçada. Os equipamentos são classificados pela pressão com que forçam a admissão, medida usualmente em kgf (quilograma-força)  pelos preparadores e bar pelos fabricantes. No popular, simplesmente “quilos” de pressão.

A expressão “treiskilimei” advém do fato de a pressão aplicada pelas turbinas mais utilizadas ser de 1 bar, ou 3,6 kgf. Os preparadores arrendondam para 3,5 kgf ou “três quilos e meio” de pressão. Entre os “rachadores”, diz-se, na brincadeira, que o motor tem “treiskilimei de turbo”.

OEM

Sigla para Original Equipment Manufacturer. Em tradução livre, “original de fábrica”Usado para descrever componentes mecânicos que não receberam nenhum tipo de alteração ou preparação.

Um diálogo curto ficaria assim:

  • O motor é preparado?
  • Não, é OEM.

Kit Padaria

Preparação feita na programação eletrônica do sistema de injeção, transmissão e demais assistências. O nome usado pelos preparadores é “remapeamento da injeção”, “remapeamento da transmissão”. Na prática, recebe uma infinidade de nomes como “chip de potência”, “motor chipado” ou “calibração brava”.

Destes, o mais emblemático é “kit padaria”, por dispensar a troca de componentes mecânicos e ser efetuada em menos de meia hora. Ao contrário de preparações envolvendo troca de peças do motor, as quais demoram cerca de uma semana a um mês para ficarem prontas, basta chegar na oficina, trocar a ECU (central eletrônica com os mapas de calibração) e sair acelerando com os cavalos extras.

Tão rápido quanto comprar pão na padaria. Leia mais sobre ela neste artigo.

JDM

dicionário gearhead jdm japan domestic market
Todo viciado em Gran Turismo tinha um desses na garagem.

Sigla para Japan Domestic Market. Em português, “Mercado Doméstico Japonês”. Como todos sabemos, o mercado automotivo da Terra do Sol Nascente é ímpar, com características muito particulares. Os fabricantes de lá comercializam produtos diferentes no resto do mundo, restringindo grande parte deles ao mercado local.

Entretanto, carros muito legais são vendidos apenas por lá, mas games como Gran Turismo ajudaram a deixá-los populares no mundo inteiro, como o modelo da foto acima. Uma legião de fãs dos JDM povoam o mundo inteiro e clamam pelas vendas em seu país.

Bengador

dicionário gearhead tomar benga bengador
Uno com escada do teto, o maior bengador de todos os tempos.

Carro potente, o qual costuma vencer todas as provas de arrancada e track day das quais participa.

Outro uso do termo consiste em “tomar benga”, utilizado para aqueles que perderam a corrida. O modelo da foto acima costuma ser frequentemente associado a este vocábulo.

Chora boy

dicionário gearhead chora boy fixa

Entusiastas que preparam os veículos rebaixando a suspensão o mais próximo do chão possível, instalando as rodas com o maior aro que couberem na caixas e ocupando o porta-malas com o som mais potente que puderem pagar. Alterações estéticas de gosto duvidoso também são muito comuns.

Com seus carros equipados com suspensão rebaixada fixa (leia tópico abaixo), vivem em conflito com os demais motoristas pela necessidade de andar a 20 km/h devido à mínima altura  livre do solo; com as pretendentes, namoradas e esposas por causa do extremo desconforto; dos pais, por conta da estética de gosto duvidoso; e com os vizinhos devido a chegar de madrugada com o som alto.

Fixa

Suspensão rebaixada, sem molas e amortecedores, idêntica à de um kart. Muito comum entre os chora boy, se caracteriza pela altura tão baixa a ponto de arrastar as formigas que andam na rua.

Devido ao fato de não entregar nenhum amortecimento, estabilidade ou conforto, servindo apenas para fins estéticos, obriga o chora boy a trafegar em velocidades baixíssimas para não arrancar saias e para-choque e raspar (mais ainda) o assoalho. Equipamento mais odiado pelas namoradas de GearHeads, os quais devem pedir emprestado o Honda Fit da mãe ou o Toyota Corolla do pai para levá-la para passear.

Fanboy

fanboy

Pessoa que faz apologia insistente a uma marca ou modelo de carros, menosprezando os bons modelos de outras marcas e fechando os olhos aos problemas e deficiências de seu fabricante preferido.

Costuma ser desprezado pelos entusiastas sérios, pois tratam marcas de carro como seu time de futebol. Veja seis motivos para não ser esse cara aqui.

Gostou do artigo? Preencha seu endereço de e-mail na opção Seguir Educação Automotiva no rodapé da página e curta Educação Automotiva no Facebook para receber os novos posts em tempo real.