Um sonolento GP – Pitacos F1

Sabe quando a festa está quase acabando, mas sempre tem uma galera que insiste em dançar um pouco, mesmo sem aguentar mais um gole, insiste em pegar mais um copo de bebida e continua bebendo meio que forçado? A última corrida de F1 dessa temporada foi basicamente isso. Uma corrida que não se pode nem chamar de morna, não teve nada que pudessemos comentar aqui como algo exemplar. Com o campeonato decidido Hamilton já entrou em modo domingueiro, sem precisar de mais poles e vitórias, fez apenas o papel necessário. Vettel precisava apenas manter a terceira posição para não perder o vice campeonato e assim o fez, não conseguiu o mesmo ritmo das Mercedes e foi mais rápido que quem vinham atrás, correu sozinho e mal foi visto na corrida.

Sinceramente, tem muito o que falar sobre Bottas? Ele largou bem, contou com uma pequena ajuda de Hamilton e não saiu mais da liderança da corrida, fez uma corrida tranquila e somente após as trocas de pneus que Hamilton ameaçou algum ataque, mas o inglês não estava no pique, acabou travando as rodas e não fez mais nada. Hamilton foi tão morto que nem vou falar sobre ele.

Pior ainda é falar sobre a dupla da Ferrari, Vettel até tentou um ataque na largada mas logo foi fechado por Hamilton, e Raikkonen primeiro teve que se defender de Verstappen e até tentou atacar Ricciardo porém sem sucesso. Conseguiu a quarta posição na corrida com o abandono de Ricciardo e assim como Vettel também mal apareceu na transmissão. A única coisa legal que Raikkonen fez na verdade foi o que ele não fez, durante a volta de aquecimento de pneus, todo mundo lá fazendo seu zig-zague, e Raikkonen pouco se lixando.

Max Verstappen, foi a única Red Bull que restou na pista. Daniel Ricciardo abandonou por problemas hidráulicos. E não tenho mais nada para falar sobre eles.

Nico Hülkenberg terminou na sexta posição, colocando a Renault no sexto lugar no campeonato de construtores. Mesmo depois de uma punição de 5 segundos, conseguiu se manter a frente de Perez e assim garantiu uma grana a mais para os cofres franceses. Carlos Sainz teve que abandonar após uma cagada da Renault que não encaixou direito a roda dianteira esquerda de seu carro.

Perez terminou em sétimo e Ocon em oitavo e só fizeram isso.

Alonso terminou em nono, com uma boa corrida de despedida do motor Honda, não teve grande problemas, travou uma bela batalha com Massa no começo da corrida com o brasileiro levando a melhor, mas depois conseguiu passar novamente e assim foi até o final da corrida. Alonso aliás que lançou o melhor rádio da corrida, na metade final da prova chegou a perguntar em que posição estava Stofefel Vandoorne e se poderia fazer algo para ajuda-lo, porém o piloto estava em um distante 12º posto e nada poderia fazer.

E fechando os pontos, Felipe Massa na décima posição, fez uma corrida digna, sua (nova) despedida da F1 terminando a corrida na zona de pontuação foi um ótimo resultado para o carro que o brasileiro tinha em mãos, brigou com Alonso por várias voltas e terminou seu ciclo honrosamente. Stroll terminou apenas na última posição.

A corrida foi tão chata e tão sem emoção que este foi um dos menores resumos sobre corrida que já escrevi na minha vida…

Fotos por Motorsport