Carros da Galera – Conheçam o Chevrolet Vectra de Rafael Martinazzo

Falaí galera GearHead, hoje estamos postando mais um projeto do Carros da Galera! Além de nos aproximarmos de vocês, isso fará com que todos possam conhecer outros carros, ver diversos pontos de vista em cima do mesmo, despertar aquela paixão escondida meio renegada e até mesmo tirar aquela dúvida final, aquele detalhe que faltava para te animar na compra do veículo!

Lembramos que não queremos apenas os projetos mais absurdos, qualquer um pode participar, o foco aqui é na sua história com seu carro ou outros carros, queremos conhecer nossos leitores também! Hoje traremos para vocês mais uma história daquele carro que todo dono jura de pé junto que é econômico (e ainda fala que faz 7,5 km/l na cidade), que ninguém sabe qual é, geralmente acham que é um Monza, aquele carro que do cara queria ter um Cruze, mas não teve grana para pegar. Com vocês a história de Rafael Martinazzo e seu Vectra CD.

Diga seu nome, idade, onde mora…aquela apresentação básica para a galera te conhecer!

Olá Amigos GearHeads. Meu nome é Rafael Luiz Martinazzo, tenho 20 anos e moro em Cascavel, Oeste do Paraná. Trabalho com informática e faço faculdade na área.

Qual carro você tem?

O manco é um Chevrolet Vectra CD ano e modelo 1994, na cor Azul Cezanne.

Ele tem algum apelido?

Os mais íntimos o chamam de Azulão hehe.

Como você acredita que nasceu esta paixão por carros?

Bahh desde criança sempre fui meio louco por carro, sempre jogando Grand Turismo 1 no Play Station One e ajudando meu pai a lavar o carro (que também era um Vectra CD 94/95) aos sábados a tarde, e meu pai sempre incentivando e me ensinando.

Porque escolheu este carro?

Escolhi o Vectra porque eu sempre disse que meu primeiro carro não iria ter menos de 100cv, e eu tinha pouca grana (esse fato ainda não mudou) e, além disso, queria um carro completo, e como já teve 2 Vectra’s na família, já sabia de como era o carro, questão de manutenção e confiabilidade da marca. E na busca pelo carro aqui na região foi muito difícil encontrar um exemplar em bom estado de conservação, até que num almoço corrido durante a semana eu e meu pai fomos ver o tal Vectra do anuncio da OLX, e ali mesmo já ficou certo que esse era o escolhido. Seguindo a tradição, o primeiro carro do meu pai foi um Opala 80 também Azul Escuro.

Como você acredita que nasceu este amor/paixão/admiração por este carro em especifico?

Acredito que começou pelo fato do meu pai ter um Vectra desse modelo, e 6 anos depois trocou por um Vectra B também modelo CD ano 2000, eu sempre folhava o manual do carro pois tem bastante imagens (na época ainda não sabia ler) e sempre perguntava ao meu pai, o que significava tal coisa e ele sempre com atenção me explicava, acho que mal ele sabia que isso virou uma paixão pelos automóveis.
Me recordo bem de quando eu já sabia ler e perguntei pra ele o que significava o Consumo Instantâneo/ Médio, que constava no Computador de Bordo do carro, mas pra quem mal sabia somar, entender de média era algo bem complicado.

Quais carros já teve antes do atual?

O Vectra é meu primeiro carro.

O carro tem alguma alteração de motor e/ou estética?

Alterações tímidas por enquanto. O carro está com Abafador de Inox de 4 polegadas, e filtro Inflow, a parte estética ainda sendo trabalhada, por enquanto ele conta apenas com as rodas do Calibra.

Tem alguma pretensão maior de preparação de motor e/ou estética ou pretende deixar original?

A pretensão é um dia rodar por ai com um C20XE debaixo do capô, mas enquanto isso ainda não é possível vou fazendo as modificações mais em conta, tais como o aero do Vectra GSI, suspensão trabalhada, entre outros que ainda não podem ser revelados hehe. Porém tudo que possa ser facilmente revertido para manter o carro original. Quem sabe futuramente não possa atualizar as fotos dele aqui! [NE.: Seria um prazer ter seu carro novamente aqui!]

Quais você considera os pontos fortes e fracos do carro?

Pontos Fortes eu considero a mecânica dele, não apenas no Vectra, mas no Monza, Kadett e Astra que seguiram com o mesmo motor. Em segundo lugar, não posso deixar de citar o conforto do carro, o comportamento dele em longas viagens é incrível, macio e “silencioso” (não é o caso do meu kkkkkk).

Pontos negativos desse carro se deve ao tempo de fabricação, é um carro com uma parte das peças importadas, além disso ficou apenas 3 anos no mercado brasileiro, assim dificultando a reposição de algumas peças, principalmente acabamentos internos.

Como é o uso no dia-a-dia? (Conforto, consumo, manutenção, desempenho, etc)

Não faço o uso dele no dia a dia, mas para um uso normal é um excelente carro, com suas manutenções preventivas em dia, coisa que não é muito caro de fazer, ele irá fazer entre 8 e 8,5Km/L na gasolina com o ar-condicionado ligado. E se acostumar com a embreagem dele que é um pouco mais pesada que um carro comum.

Como são seus gastos com o carro?

Carro com seus 23 anos de história sempre vai ter alguma coisinha para fazer, tive apenas aquela despesa básica de quando se compra um carro, aquela geral em óleo, filtros, correias, sensores, velas, cabo de velas, bicos injetores, e alguns cuidados com a estética, tais como polimento técnico, higienização entre outros pequenos detalhes.

Qual foi a viagem mais longa que já fez com ele?

Não sai muito com o carro, pois como já disse ali em cima, sou universitário, mas fui até o Paraguai com ele faz uns 2 meses, foram cerca de 300km ida e volta.

Como se portou durante a viagem?

Pegar estrada com um carro desses é maravilhoso, responde muito bem em ultrapassagens e fazendo uma media de 12km/L andando não muito de boa.

Ele já te deixou na mão? (Quebrar em algum lugar longe de casa/voltar de guincho pra casa) O que aconteceu?

Uma única vez estava com uns amigos e a bomba d’agua (semi-nova) soltou o rotor, assim não circulando agua no carro, porém estava a 1km de casa, esperei esfriar e fui tranquilo.

Qual a melhor história que já teve com este carro?

Impossível escolher uma em especial, cada dia que passa a vontade de guiar ele só aumenta!

E a pior?

Exatamente no dia que comprei ele, encostei o para-choque dianteiro no portão de uma casa.

Pensa em algum dia trocar/vender este carro?

Sim, não faço idéia de qual será a próxima dor de cabeça, mas eu ainda quero curtir muito o Vectrão.

E por hoje foi só pessoal! Essa foi a história do Rafael e seu Vectra. E se você quer participar do Carros da Galera é só mandar um e-mail para amigosgearheads@gmail.com. Lembrando que o carro da semana sempre será a capa do nosso Facebook. Esperamos que todos tenham gostado e semana que vem tem mais! Para ler sobre outros carros que participaram aqui do carros da galera, clique aqui.

Todas as informações aqui veiculadas são de total responsabilidade do autor das respostas e elas não necessariamente representarão a opinião do Amigos GearHeads.