Fusca: uma aula sobre preparação “old school”

O automobilismo nasceu automaticamente com a criação do automóvel. Desde que esta maravilhosa invenção ganhou o mundo no início de 1886, engenheiros, pilotos e entusiastas buscam mil e uma formas de aumentar o rendimento, potência, estabilidade e todos os atributos de performance de seus veículos.

tuning old school fusca fittipaldi
Fusca preparado por Emerson Fittipaldi em uma época na qual até os Fórmula 1 utilizavam pouquíssima eletrônica

Porém, duas inovações ganharam força a partir do final dos anos 70 e deixaram os preparadores mal-acostumados: o turbocompressor e a eletrônica. O caracol mágico permite ganhos massivos de potência sem alterações profundas nas características do conjunto motriz, de forma relativamente simples e barata. Todavia, instalações malfeitas minavam sua durabilidade e exigiam maiores refinamentos técnicos.

Lendas como Emerson Fittipaldi, José Carlos Pace, Nelson Piquet, assim como nossos pais e avós, necessitavam aplicar artifícios mecânicos mais sofisticados – mas caros e complexos – para “envenenar” seus bólidos, de modo a obter o rendimento esperado. Conheça esta técnicas utilizadas nos primórdios do automobilismo brasileiro.

Continue lendo em Educação Automotiva ==>