Luz diurna de rodagem agora é item obrigatório… na Argentina

O patrão ficou maluco na Argentina. Depois de estudos em reformas tributárias e previdenciárias, o governo do país do Messi aprovou algumas mudanças no código de trânsito local. O mais interessante aqui é que a presença do Daytime Running Light (DRLs, ou luz de rodagem diurna) e luzes de acendimento automático serão obrigatórias em todos os carros novos a partir deste ano. O mais interessante é que a lei não obriga que o DRL seja em LED, permitindo que as fabricantes adotem sistemas halógenos.

daytime-running-lights-drl-2
Um exemplo de DRL em LED

Outra coisa interessante nessa reforma é que agora veículos com iluminação no padrão norte-americano poderão ser homologados por lá. Isto significa que luzes de seta traseiras na cor vermelha se tornarão mais comuns na terra dos hermanos. Chevrolet Camaro e Ford Mustang são vendidos em suas configurações europeias, que usam setas traseiras laranjas, mas agora poderão vir em suas variantes americanas.

a37f006d2ecc3141c8fa6d52100bfa93
O sistema de iluminação traseiro em carros americanos costuma ser diferente na Europa

Enquanto isso, no Brasil, o Conselho Nacional de Trânsito definiu as DRLs como obrigatórias para 2021. A decisão argentina pode antecipar nossos planos, já que os dois países estão negociando para padronizar o setor automotivo como forma de igualar os dois mercados. Isso reduziria custos, já que o mesmo carro poderia ser vendido sem modificações tanto aqui quanto no país vizinho. Mas provavelmente algum sindicato ou até mesmo alguma fabricante irá reclamar que diminuir o prazo será de um prejuízo sem tamanho para o seu planejamento financeiro. Vale lembrar que um mesmo carro vendido aqui e lá costuma ter mais de 200 diferenças.