Porsche desiste dos motores a diesel

Oferecido em Macan e Panamera, a motorização a diesel da Porsche foi descontinuada e o motivo é a baixa participação dessas versões nas vendas gerais. Além disso, uma mudança cultural do consumidor europeu, principal comprador do carro a diesel, fez com a fabricante germânica mudasse de ideia e focasse no que realmente interessa. Acompanhe.

O Porsche Panamera 4S Diesel saiu de linha

Panamera 4S Diesel e Macan S Diesel, últimos modelos a receber motores sem velas, foram descontinuados sob a justificativa de acompanhar a mudança do mercado. Muitos consumidores ficaram com o pé atrás em relação ao motor a Diesel após o Dieselgate. Outro detalhe é que a economia gerada pelo óleo não se traduz na manutenção nem nas emissões, que estão recebendo restrições cada vez maiores.

Panamera Sport Turismo Turbo S E-Hybrid

Só que as vendas não vão bem e isso não é de hoje. Apenas 15% dos modelos vendidos ao redor do mundo usavam diesel no tanque. No Panamera a versão 4 E-Hybrid responde por cerca de 50% das vendas, enquanto que 35% ficam com os modelos à gasolina e apenas 15% respondem pela versão à diesel. Segundo Oliver Blume, substituto do Matthias Müller no Grupo VW, “o diesel não é tão importante para a Porsche”.

Depois de 16 após o primeiro Porsche Diesel, o Cayenne de 2002, os sinais de que a marca de Stuttgart não investiria mais nessa tecnologia se deram pela chegada do Cayenne de terceira geração sem nenhuma opção com diesel.

Mission E, resposta da Porsche para a Tesla

A mudança do momento é intensificar a produção dos modelos híbridos e/ou 100% elétricos como o Mission E. Um futuro 911, provavelmente chamado de 992, movido à eletricidade também é bastante cotado.