Aston Martin apresenta versão ainda mais insana do Valkyrie

O Salão de Genebra nem começou e as fabricantes continuam a nos mostrar heresias. O experimento da vez é responsabilidade dos ingleses da Aston Martin e dos malucos da Red Bull, que não acharam suficiente todos os esforços empregados no Valkyrie e resolveram fazer uma versão ainda mais insana.

Aston Martin Valkyrie AMR Pro, 1.115 cv em 1.000 kg

O Valkyrie AMR Pro é a versão de pista do hipercarro da marca. Ou seja, um carro de pista baseado num carro de rua que é baseado nas pistas (inception). E isso não pode significar pouca coisa, os maiores superlativos do automobilismo estão presentes nesse carro.

Olha o tamanho dessa asa traseira

São 1.115 cv de roda, produzidos por um V12 aspirado de 6,5 litros e um sistema elétrico de recuperação de energia, envolvidos numa carroceria de apenas 1.000 kg e este último valor se repete quanto ao downforce. Por ser um modelo de pista, a velocidade final não é o foco, parando em singelos 362 km/h. O segredo está na aceleração lateral, que atinge 3 G ou 3 gravidades. Sim, 3 vezes mais que a força da gravidade numa curva.

Cadê o para-choque?

O chassi ficou mais largo, o escapamento perdeu peso, os bancos são de corrida, o para-brisa agora é de policarbonato e as bandejas da suspensão são de fibra de carbono. Por sinal o chassi ganhou uma construção mais leve, mas continua feito de fibra de carbono. E, como é de se esperar num carro de corrida, não há sistema de som ou ar-condicionado.

A silhueta é bastante semelhante aos protótipos de Le-Mans

O carro, criado para ter performance semelhante aos protótipos que correm em Le Mans ou até mesmo a um F1, é um trabalho com a expertise de Adrian Newey, que dispensa apresentações. O time de construtores é liderado por Marek Reichman e David King, dois chefes de operações especiais da Aston Martin. Ainda não há preço definido, mas com certeza será muito caro.