Ford lança Fiesta ST de terceira geração com 200 cv

A Ford revelou detalhes do novo Fiesta ST que será lançado no segundo trimestre, com tecnologias voltadas ao desempenho e prazer de dirigir. Além de suspensão traseira com molas de força vetorial, o hatch oferece diferencial de escorregamento limitado e controle de arrancada como opcionais. Veja abaixo o vídeo de lançamento.

O hatch é equipado com um novo motor EcoBoost 1.5 de três cilindros e 200 cv. Segundo a Ford a versão esportiva do Fiesta acelera de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos e continua acelerando até os 232 km/h. Além disso, o motor é equipado com sistema de desativação de cilindros, para reduzir o consumo e emissões e também conta com uma válvula de escapamento ativa para amplificar os sons do escapamento.

Como um carro esportivo de uso diário, ele conta com três modos de direção: Normal, Sport e Pista, onde cada modo conta com um ajuste de direção, estabilidade, mapeamento do motor, o modo como os controles de tração e estabilidade funcionarão e também vetorização de torque diferentes. E mesmo sendo um esportivo ele conta com alguns mimos de carros mais luxuosos, como controle de cruzeiro adaptativo, assistente de manutenção na faixa e reconhecimento de sinais de trânsito, além de central multimídia SYNC 3 com tela de 6,5 ou 8 polegadas, som premium B&O Play bancos esportivos Recaro e volante de base reta. Como opcional também ele pode vir com rodas de 17 ou 18 polegadas.

“Os fãs de hatches esportivos esperam grandes coisas desse compacto. Nós aplicamos no novo Fiesta ST o que aprendemos com os recentes modelos da Ford Performance, incluindo o Focus RS e o Ford GT, para ser a referência em prazer de dirigir no segmento”, diz Leo Roeks, diretor da Ford Performance na Europa.

O Fiesta ST de terceira geração é o primeiro a oferecer diferencial de escorregamento limitado Quaife, que aumenta o controle em curvas, limitando a distribuição de torque para a roda que tiver a tração reduzida. Ele atua junto com o controle de torque vetorial, que reduz o subesterço aplicando os freios na roda dianteira interna em curvas.

O equilíbrio desses dois sistemas foi refinado pelos engenheiros da Ford Performance para oferecer ótimo desempenho tanto em pista seca como molhada. Seu uso combinado reduz ao mínimo a perda de torque devido a intervenções do freio, aprimorando o desempenho e o controle do veículo.

As molas de força vetorial, desenvolvidas e patenteadas pela Ford, melhoram a estabilidade, a agilidade e a capacidade de resposta da nova suspensão traseira “twist-beam”. O novo Fiesta ST é o primeiro hatch compacto esportivo a usar essa tecnologia de molas formadas a frio, com diâmetro e propriedades variáveis ao longo da peça, desenvolvidas exclusivamente para o veículo para absorver as forças em curvas e aumentar a rigidez lateral.

Infelizmente a Ford não fala nada se o carro vem para o Brasil ou não, mas é certeza que não virá e mesmo que venha, seu preço certamente seria extremamente absurdo e além de tudo seria um carro praticamente sem concorrentes.