Huracán Super Trofeo e GT3: 300 unidades já estão competindo por aí

Que existe uma paixão mundial por superesportivos nas suas versões de pista a gente já sabe. Mas você tem ideia de como andam as vendas desses bengadores? Nesse contexto precisamos lembrar de alguns carros feitos para pista antes de falar do protagonista deste texto.

A Ferrari FXX de 2005, foi uma versão de pista da Enzo com apenas 30 unidades produzidas e vendidas a uma lista seleta (e rica) de clientes. Carros esses que muitas vezes nem eram levados para casa, ficavam aos cuidados da própria Ferrari e estavam sempre prontos para os donos acelerarem em um Track Day por exemplo.

Ferrari FXX, versão de pista da Ferrari Enzo

A McLaren não fez diferente com um modelo especial: Após lançar a Senna, lançou a Senna GTR para as pistas e dessa fabricarão apenas 75 exemplares que também tiveram seus clientes escolhidos a dedo (e inclusive esses precisariam possuir uma McLaren Senna de rua para poder comprar).

McLaren Senna GTR

O caso é que, com a Lamborghini a coisa é meio diferente. A Squadra Corse, divisão de alta performance da marca, atingiu no último dia 15 a marca de 300 unidades produzidas do Huracán de pista em sua fabrica localizada em Sant’Agata Bolognese na Itália. Divididas entre  unidades do Super Trofeo e do GT3, o número expressivo de Huracáns produzidos desde 2016 faz da Squadra um dos departamentos automobilísticos que mais entrega carros na atualidade.

Huracán Super Trofeo EVO

Maurizio Reggiani, diretor técnico da Automobili Lamborghini S.p.A, associa o sucesso dos modelos ao fato de construir carros de corrida aplicando o mesmo modelo de produção em série. Desta forma, os tempos de produção são reduzidos e os mais altos padrões de controle de qualidade são garantidos, o que, no caso de um carro de corrida, se traduz em maior confiabilidade na pista.

Mesmo considerando que essas unidades geralmente são vendidas para equipes particulares de corrida para disputar campeonatos e que alguns deles são organizados pela própria marca, temos que admitir que este é um mercado bem aquecido e que a Lamborghini tem explorado muito bem.

E por falar em pista, seguem algumas fotos do Huracán Super Trofeo e GT3 em seu habitat: