Um GP com grandes emoções – Pitacos F1

Quem fala que o GP da China foi monótono ou chato, provavelmente deve ter assistido as primeiras voltas e foi dormir ou então acordou no meio da corrida, viu o Bottas na liderança e achou que a Mercedes tinha voltado ao ritmo antigo e voltou a dormir. Nenhuma corrida da F1 é emocionante da primeira a última volta e sempre teremos os momentos mais parados e outros mais agitados e nesta última corrida isso não foi diferente, foi uma ótima corrida e se bobear a melhor até agora. Por uma lado a Red Bull foi extremamente e inteligente e claro teve muita sorte com a entrada do Safety Car o que lhes deu tempo o suficiente para reagir, por outro lado Mercedes e Ferrari acabaram cochilando na hora mais importante e por isso acabaram saindo mais prejudicadas da corrida, pelo menos a Red Bull consegue entrar na briga pelo campeonato que começa bem ativo e bem aberto.

Claro que é cedo para afirmar que a Ferrari esta a frente da Mercedes, porque não esta, eles estão praticamente empatados, os alemães não estão fora do páreo e ainda há muito tempo para reação. O que podemos dizer é campeonato esta muito bom, a Red Bull claramente esta com um carro melhor que o ano passado, mas precisa de pilotos mais consistentes, já é a terceira vez que Verstappen comete um erro e perde pontos preciosos e nesta última corrida foram logo dois erros de uma só vez, sua afobação vai cobrar caro e suas qualidades começam a ficar apagadas frente a suas cagadas e com isso Ricciardo se aproveita para brilhar cada vez mais e se por na briga pelo campeonato.

E é falando de Ricciardo que começo a análise da corrida, o autraliano viveu um final de semana de altas (e bota altas nisso) emoções, no sabado viu seu motor ir para o espaço no final do treino livre e seu carro saiu para a classificação a poucos minutos do fim, tendo somente uma volta para conseguir marcar tempo e passar para a fase seguinte de classificação e ele conseguiu, ao final da classificação largaria em sexto. Na largada da corrida Ricciardo foi cauteloso, não arriscou muito e se manteve na sexta posição e vinha bem na corrida, na primeira parada a Red Bull foi ousada e trouxe logo os dois carros de uma vez aos boxes, já que ambos os pilotos tinham uma diferença suficiente para ambos pararem na mesma volta, até que em certo ponto da corrida, Hartley e Gasly se chocaram, rodaram e deixaram vários detritos de seus carros na pista, o resultado foi uma intervenção do Safety Car para limpar a pista e com isso a equipe aproveitou para logo chamar seus dois pilotos para uma segunda parada e com pneus mais macios poderem arriscar um resultado diferente, e já que a corrida estava com o carro de segurança eles conseguiram parar sem perder posições, quando a corrida recomeçou o que vimos foi uma caça aos ponteiros da corrida coisa que Ricciardo fez muito bem, fez ótimas ultrapassagens sem forçar muito o carro ou os pneus, se aproveitou dos erros de Max Verstappen e conseguiu alcançar a vitória de maneira fabulosa. Já Verstappen foi um festival de precipitação, logo quando teve que ultrapassar Hamilton, em uma pista com ótimos (e claros) pontos de ultrapassagem, o holandês foi forçar no lugar mais improvável da pista e se deu mal, tomou um chega pra lá de Hamilton e foi parar fora da pista, perdeu duas posições e perdeu uma corrida que estava praticamente ganha e algumas voltas depois comete mais um erro, retardando sua freada acabou travando pneus, acertou Vettel e ambos rodaram, minou completamente suas chances de pódio e jogou Vettel lá pra trás na corrida. Tomou 10s de punição ao tempo final de prova.

Na segunda posição tivemos um Bottas que ao menos minimizou o prejuízo da Mercedes, numa estratégia que deu mais certo que a Ferrari esperava, abocanhou a segunda posição logo na largada e ficou ali até começarem os trabalhos nos pits e como Vettel acabou demorando, ele conseguiu a primeira posição e venceria caso não fosse o safety car, que quando eles foram avisados, não havia mais tempo de reação da equipe e acabou ultrapassado por um Ricciardo com pneus mais macios e mais novos. No final ainda segurou muito bem um Raikkonen que mesmo com pneus também mais novos não conseguiu superar o compatriota. Hamilton por outro lado teve um final de semana para esquecer, apesar da quarta posição, estava em uma corrida completamente apagada, perdeu uma posição logo na largada e só terminou em quarto por causa da punição de Verstappen mas estava com um carro completamente sem ritmo na corrida, fora que a Mercedes errou feio quando entrou o safety car e poderia ter trazido Hamilton para os boxes e arriscar uma estratégia mais ousada.

Em terceiro Raikkonen ao menos subiu ao pódio, depois de uma largada bem agressiva acabou ficando para trás, perdendo posições para Bottas e para Verstappen e por conta disso até, acabou sendo “sacrificado” pela Ferrari ao ter de se manter na pista mesmo sem pneus para que segurasse Bottas e não deixasse que o piloto da Mercedes abrisse uma vantagem tão grande para Vettel. No final o safety car acabou lhe ajudando, permitindo que ele ficasse mais perto do pelotão e conseguiu a posição de Hamilton no incidente entre Vettel e Verstappen. Vettel aliás que teve sua corrida destrúida por Verstappen e acabou saindo como o mais prejudicado na corrida, o alemão vinha fazendo uma ótima prova, porém a cagada da Ferrari em demorar para chamar Vettel para parar acabou fazendo com que ele perdesse a primeira posição e depois o toque de Verstappen e a rodada provocada pelo holandês acabaram com sua corrida fazendo que Vettel fosse ultrapassado por Alonso e quase perdesse a posição para Sainz Jr.

Na sexta posição um consistente Nico Hulkenberg fez uma ótima prova e vem fazendo uma ótima temporada, alcançando melhores resultados que seu companheiro de equipe, tem sido sólido e não vem comentendo erros, basta a Renault melhorar um pouco mais o carro, mas eles já estão a frente da Force India e falta pouco para passar a McLaren. Sainz Jr apareceu somente no final da transmissão tentando ultrapassar Vettel, mas infelizmente não conseguiu, terminou a corrida na nona posição e já não é mais o piloto que chegou com aquela banca toda em 2017. Até o momento Hulkenberg vem dando um banho em Sainz e vamos ver como vai continuar.

Alonso na sétima posição mostra um pouco da força da McLaren, até o ano passado eles diziam ter o melhor chassi do grid e o que faltava era motor, mas não parece ser bem assim, Alonso vem fazendo milagres mas o carro ainda não é tudo isso e falta bastante evolução para o time de Woking brigar por resultados melhores. Vandorne terminou apenas em 13º sem conseguir brigar por melhores posições o que vem ficando bem feio para o piloto com um carro que é aparentemente melhor que o carro da Force India (os quais o piloto belga ficou atrás).

E fechando os pontos temos Magnussem na décima posição, num circuito que não foi muito favorável ao carro da equipe, o dinamarquês lutou bastante no fundo do grid mas termina salvando mais um ponto para o time. Diferente de Grosjean que terminou numa horrível décima sétima posição sem fazer absolutamente nada de bom durante a corrida.

Fotos por Motorsport.

Ah e para finalizar, fiquem com os belos infográficos da Pirelli com ótimas informações sobre a corrida.