Este é o primeiro sedã Mercedes com tração dianteira da história

O novo Mercedes Classe A recebeu uma nova carroceria: trata-se do Classe A Sedã apresentado esta semana primeiramente na versão de entre-eixos longo, esta exclusiva para o mercado chinês. O mercado é estratégico para a marca germânica e por isso está recebendo todas as atenções possíveis.

Este é o inédito Classe A Sedã na carroceria longa

“Primeiro sedã Mercedes FWD? Mas e o CLA?” Bem, diferente do CLA, que é um cupê de quatro portas, o Classe A Sedã é de fato um sedã e não irá sacrificar o espaço para a cabeça dos ocupantes de trás, já que o design do teto não possui um caimento tão suave quanto no CLA. Aqui as coisas são mais tradicionais mesmo.

O “L” indica que a carroceria é alongada no entre-eixos

Nas medidas temos um porta-malas de 420 litros enquanto que o entre-eixos mede 2,792 metros, 60 milímetros mais longo que o hatch. As rodas vão de 16 a 19 polegadas com esta última exclusiva da versão Sport, apresentada nas fotos.

O interior é o mesmo do Classe A hatch e seu ridículo tablet esticado no painel

O interior repete as soluções do hatch, mas o entre-eixos maior aumenta o conforto e a sensação de espaço. A central multimídia Mercedes-Benz User Experience (também conhecida como MBUX) segue como um tablet colado ao cluster de instrumentos, ambos com 12,3 polegadas.

O acabamento é exclusivo da versão Sport

Nas motorizações temos o novíssimo 1.3 quatro cilindros turbinado, disponível com 136 cv ou 163 cv, e o 2.0 de 190 cv, o câmbio é sempre o 7G-Tronic de dupla embreagem e 7 marchas. No mercado internacional o Classe A Sedã ainda terá o 2.0 de 224 cv.

Versão longa é exclusiva do mercado chinês

O mercado chinês ainda terá versões longas do Classe C e do Classe E. Enquanto isso, a versão normal do Classe A Sedã só aparecerá em alguns meses.

O interior de fato leva 5 pessoas

O mais engraçado de tudo é que há uma reviravolta do mercado acontecendo diante de nossos olhos. Com a criação do Classe A de três volumes e a certeza de que a próxima geração do BMW Série 1 será tração dianteira, podemos concluir que a tração traseira ficará restrita a modelos cada vez mais caros. O próximo passo será a criação de Série 3 e Classe C com powertrain FWD. Esse mundo tá insano.