Monotonia e erros brutais na Catalunha – Pitacos F1

Parece que a F1 voltou ao normal, e quando digo normal é corridas sem extremas emoções e um resultado esperado. Não podemos dizer (ainda) que a Mercedes descobriu os problemas de aquecimento com os pneus e que voltaram a velha forma, ainda é cedo, tivemos uma corrida onde as condições foram favoráveis ao time prateado, mas ainda temos um longo campeonato pela frente. Infelizmente o GP da Espanha não foi dos melhores, mas na verdade sempre foi assim, as corridas lá sempre são mornas e sem graça e raramente temos uma corrida emocionante de ponta-a-ponta.

Tivemos uma largada relativamente calma, Vettel pulou a frente de Bottas e se manteve ali na segunda posição, porém na terceira curva Grosjean fez algo que não pode nem ser chamado de piloto iniciante, na verdade eu duvido muito que qualquer piloto fizesse o que ele fez, pelo menos ali, daquela maneira, ele simplesmente socou a bota no acelerador mesmo vendo que o carro ia continuar girando e dificilmente ele recuperaria o controle do carro, ele foi completamente inconsequente e teve muita sorte de não termos presenciado um acidente muito pior.

Hamilton finalmente teve uma vitória completa, a Mercedes conseguiu achar o equilibrio ideal para a corrida e o inglês dominou de ponta a ponta sem qualquer tipo de problema e com uma estratégia tranquila com apenas uma parada. Já Bottas herdeu a segunda colocação com uma terrível estratégia da Ferrari fazendo com Vettel parasse durante o safety car virtual, e assim o finlandês que também fez apenas uma parada conseguiu ajudar a equipe a ter a sua primeira dobradinha no ano.

Na terceira colocação temos Verstappen que também foi beneficiado pelo pit-stop surpresa de Vettel, o holandês fez uma boa corrida e esteve livre de problemas durante a corrida toda, tendo como maior problema um toque com Sirotkin que andava lento na pista e acabou danificando um end-plate de sua asa, que incrivelmente não trouxe maiores problemas ao piloto rubro taurino. Ja Ricciardo vinha fazendo uma boa corrida, apesar de não chegar a lutar por posições com seu companheiro de equipe, estava tranquilo até vir o safety-car virtual, quando o australiano acabou perdendo o controle do carro e rondando sozinho o que o deixou muito longe do pelotão e sem chances de atacar Vettel acabou terminando na quinta posição.

Sebastian Vettel terminou apenas na quarta posição em um fim de semana que a Ferrari gostaria de esquecer, o time italiano estava completamente sem ritmo e não achava o equilibrio ideal para lutar contra a Mercedes e logo nas primeiras voltas viu Hamilton abrir enorme vantagem e sequer teve chance de lutar pela vitória, além de tudo a Ferrari errou muito feio na estratégia ao chamar Vettel muito cedo para sua parada e acabaram se vendo obrigados a fazer mais uma parada durante o safety-car virtual que lhe custou o pódio na corrida. Já Kimi Raikkonen infelizmente não conseguiu terminar a corrida devido a um problema no motor de seu carro que começou a perder potência repentimanente, mas o finlandês vinha fazendo uma prova sólida e mantinha uma distância razoavel de Bottas que vinha a sua frente.

Em sexto Kevin Magnussen finalmente almejou a posição que a Haas merecia, o dinamarquês depois de fazer uma prova livre de complicações foi constante durante toda a corrida e conseguiu um resultado merecido. Já Grosjean como disse acima, errou na curva tres, ele que vinha atrás de seu companheiro provavelmente se assutou ou resolveu tirar o pé quando Magnussen deu uma leve “rabeada”, com isso acabou perdendo o controle e viu seu carro começar a rodar para ir para fora da pista e a reação natural de qualquer piloto era no máximo socar o pé no freio para evitar a caixa de brita ou até mesmo uma pancada muito forte, mas Grosjean não, ele resolveu socar o pé no acelerador, atravessar a pista e quase acertar meio mundo…Grosjean, isso não se faz cara.

Na sétima posição Carlos Sainz também fez uma ótima corrida, conseguiu se livrar dos problemas da largada e fez belas ultrapassagens conseguindo um resultado consideravel para sua equipe. Hulkenberg infelizmente foi acertado por Grosjean no acidente da curva tres e não pode seguir na corrida.

Na oitava posição Alonso foi outro que lutou bem durante a corrida, depois de ter conseguido finalmente chegar ao Q3 o espanhol lutou bastante no meio do pelotão chegando a dividir curvas até com Leclerc mas salva mais alguns pontos para o time. Vandoorne infelizmente abandonou a poucas voltas do fim por problemas em seu carro.

Na nona posição o mexicano Sergio Perez sofreu bastante durante toda a corrida, os pontos conseguidos foram mais pelos abandonos a sua frente do que pelo real potencial de seu carro, mas os pontos acabam ajudando o time que ainda não encontrou o melhor ajuste aerodinamico para seu carro. Esteban Ocon infelizmente não conseguiu completar a corrida depois de enfrentar problemas com seu motor no meio da corrida.

E fechando os pontos temos Charles Leclerc que mais uma vez alcança os pontos com sua Alfa Romeo, o monegasco fez uma corrida limpa, chegou a dividir curva com Alonso e mostrou muito respeito em relação ao espanhol com uma batalha dura porém limpa, tá aí um piloto que pode ter um ótimo futuro. Ericsson também foi outro que não decepcionou, fez também uma ótima corrida e chegou a defender muito bem sua posição, porém terminou apenas na décima terceira posição.

Fotos por Motorsport.

E pra finalizar os infográficos da Pirelli sobre o uso de pneus do GP Catalão