Kia desiste do Soul a gasolina e mantêm o elétrico em linha (na Europa)

O Kia Soul, que chegou no Brasil como “o carro design”, deixará de ser vendido na configuração a gasolina no continente europeu. O sucesso da versão elétrica por lá fez a fabricante coreana a repensar suas vendas.

O Soul EV conta com esse simpático esquema de cores

Se em 2017 foram vendidos 12.100 unidades do Soul, 5.400 eram modelos elétricos, quase a metade do total. E o avanço é sentido na Alemanha, que adquiriu quase 3.000 unidades em 2017 e em 2018, só nos primeiros cinco meses, já foram 1.900 unidades.

O modelo tem baterias instaladas no assoalho

Surpreendente é o Soul EV ser um elétrico que vende tanto, sendo que ele surgiu em 2015 e o Soul é de 2009. Para tanto a próxima geração do Soul já nascerá sobre uma plataforma pensada na eletrificação, que dá forma ao Hyundai Kauai e ao Kia Niro.

O interior é diferente do Soul nacional

O futuro reserva duas versões, uma com capacidade de rodar 300 km e outra com autonomia próxima dos 500 km usando baterias de 39,2 kWh e 64 kWh, respectivamente. O carregamento sem fio também é estudado, mas não existe qualquer data para o início da comercialização.

A aliança Hyundai-Kia planeja ter uma frota com 14 modelos elétricos até 2025. Atualmente já temos Hyundai Ioniq EV e o já citado Kia Soul EV, mas em breve será a vez dos Hyundai Kauai Electric e Kia Niro EV.

Fonte.