5 minutos e 19,55 segundos: Porsche 919 Evo é o carro mais rápido de Nürburgring

Em 1983 Stefan Bellof, a bordo do Porsche 956C, definiu o que seria um dos recordes mais duradouros da história do automobilismo. A volta de 6 minutos e 11,13 segundos em Nürburgring parecia inalcançável por motivos físicos: o traçado do clássico circuito alemão ganhou redutores de velocidade ao longo dos anos, tudo em prol da segurança. Após 35 anos era de se esperar que a mesma Porsche iria retomar o trono para si mesma. 

A máquina é o ápice do desenvolvimento na fabricante alemã

Timo Bernhard foi o autor da proeza, que contou com todo o time de desenvolvimento da Porsche na LMP1. Os 20,8 km do circuito foram completados em apenas 5 minutos e 19,564 segundos, um número assustadoramente baixo. Quem esperava um under-five provavelmente se frustrou mas, convenhamos, o tempo do GT2 RS já é assustador, imagine algo abaixo dos seis minutos? Confira o onboard:

O 919 Evo produz 730 cv sem as restrições de fluxo de combustível. E sem restrições para os motores elétricos a potência subiu de 405 cv para 446 cv, enquanto que a usina de regeneração de energia produz 8,49 megajoules ante 6,37 megajoules do 919 Hybrid da LMP1. O peso foi reduzido em 39 kg; agora são 849 kg de peso seco e 888 kg com o lastro do motorista. Cerca de 53% a mais de downforce foi apresentado para a máquina, enquanto que a aerodinâmica melhorou cerca de 66% no geral.

Vencedor de Le Mans em 2015, 2016 e 2017, o 919 Hybrid saiu do WEC, o campeonato mundial de corrida de resistência (endurance), por causa do alto custo de desenvolvimento. Na época o Grupo Volkswagen estava focado em custear o Dieselgate, e isso custou muito caro para diversas fabricantes do conglomerado alemão. Felizmente, o time de engenharia do 919 Hybrid não se abateu, não se guiou por regras de regulamento, e saiu quebrando limites em diversos circuitos ao redor do mundo.