A Nissan também fraudou os testes de emissão de poluentes

O Dieselgate demorou para desembarcar em outros continentes. A Nissan anunciou que descobriu dados dos testes de emissões falsificados nas suas fabricas japonesas. A única exceção é a Nissan Motor Kyushu. Desde 2017 a fabricante vem descobrindo “não-conformidades em seu processo final de inspeção de veículos”, e está “proativamente fazendo uma checagem extensa de várias partes de sua operação”.

A Nissan de Yokohama também está envolvida no mais novo escândalo de emissões

O Ministério do Transporte japonês já recebeu os dados relacionados com “falsificações nos testes de emissões e economia de combustível, que estão fora do padrão de testes”. Não sabemos ainda quantos carros foram afetados, mas a Nissan divulga que todos os seus modelos, exceto o GT-R, se encaixam nos requisitos do governo japonês. Também não sabemos porquê o esportivo foi excluído da lista.

A Nissan promete que seguirá forte com sua investigação na “organização, estruturas de trabalho e processos relacionados ao cumprimento das normas.” Sem detalhar mais, a fabricante japonesa afirmou que irá tomar as medidas apropriadas assim que descobrirem mais problemas.

Fonte.