Em 2019 todo Ford terá ESP… na Argentina

As coisas provavelmente funcionam melhor na Argentina. Visando obedecer as leis mais rígidas do país, as fabricantes já estão se organizando para trazer o controle de estabilidade como item de série em seus automóveis. A Toyota já oferece em todos os carros da sua linha argentina, com exceção de alguns modelos da Hilux. A Ford foi além e irá integrar o ESP em todas as versões de acabamento para todos os seus veículos vendidos por lá.

O Ka 2019 já chegou na Argentina com ESP em toda a linha

Segundo Diego Barruti, gerente de produto da marca, “desde o Ka até a Ranger, todos terão controle de estabilidade de série”. E tudo isso porque a obrigatoriedade do ESP na Argentina seria para este ano, mas o governo decidiu adiar porque o Brasil só irá adotar a obrigação em 2020. Com isso as fabricantes chiaram, alegando que a diferença de datas poderia atrapalhar processos produtivos, já que o mercado dos dois países é muito semelhante e dependente um do outro.

Enquanto isso, no Brasil, o Ka tem o ESP apenas nas versões SEL, FreeStyle e Titanium

Sendo mais específico, a lei estabelece que a partir de janeiro de 2020 todos os carros que passarem por alguma mudança (seja ela apenas um facelift ou uma mudança de geração) terão que vir com ESP, tanto no Brasil quando na Argentina, e a partir de janeiro de 2022 o item será obrigatório para todos os veículos a venda.

Impressionante mesmo é como um país consegue atrasar o outro. Enquanto isso, a luz diurna de rodagem já é obrigatória na terra da seleção que não ganha nada. No Brasil ficou para 2021.

Fonte.