O fim de uma era – Kimi Raikkonen fora da Scuderia Ferrari em 2019

A manhã desta terça-feira veio com informações que já esperávamos e uma não tão esperada. A esquadra italiana finalmente fez as revelações para o próximo ano.

Como já era dado como certo, Kimi Raikkonen foi oficialmente descartado pela Scuderia Ferrari após o término da temporada de 2018 e abriu lugar para Charles Leclerc subir para a esquadra.

A notícia foi logo seguida de outra, vinda do próprio Kimi;

“Advinhe quem está de volta?! Próximos dois anos com a Sauber à frente! Muito bom voltar para onde tudo começou!”

A novidade era inesperada, após o próprio Kimi Raikkonen dizer que sua segunda passagem na Scuderia Ferrari seria seu último assento em um Fórmula 1.

O que também foi finalmente oficializado pela italiana, foi a vinda de Charles Leclerc para a vaga aberta pelo finlandês. Após tanta espera e talvez muitas discussões por trás das cameras e talvez um contrato assinado com o então Sergio Marchionne, finalmente o piloto monegasco foi confirmado para competir com a esquadra vermelha.

O segundo piloto mais jovem (20 anos) a competir pela Ferrari competiu apenas um ano pela Sauber na F1 e obteve muito sucesso nos monopostos anteriores. Charles já mostrou resultados mais do que satisfatórios para ganhar essa promoção, com o melhor resultado até agora um sexto lugar em Azerbaidjão.

O jogo de cadeiras poderá ser determinante no nível de performance que o finlandês irá mostrar para as próximas corridas com a Ferrari. Será que ele irá dar tudo de si, sabendo que ano que vem ele não estará mais lá? Será que ele irá ser um fiel escudeiro para Sebastian Vettel ter uma chance com o título do campeonato de pilotos? Restam muitas dúvidas para o restante desta temporada de Formula. Outra dúvida é em relação à próxima temporada, na qual Sebastian Vettel será comparado com o grande nome de Charles Leclerc e o histórico do alemão não é favorável a essas comparações.

Viva a Silly Season.