Juju Noda – Japonesa de 12 anos batendo recordes na pista

A pequena Juju Noda de apenas 12 anos já bate recordes de velocidade de gente grande. Muito grande. Filha de Hideki Noda, um ex-piloto de Fórmula (e Indy também) no qual teve uma passagem bem rápida na categoria e fez Mansell bater na sua traseira enquanto era passado (outra história, para outro dia), Juju tem um futuro promissor no esporte à motor onde começou com apenas 3 anos.

A menina prodígio é a primeira pessoa à correr com um Fórmula 4 e ainda frequentar o ensino fundamental. Pilotos já na Fórmula 1 nos quais começaram cedo, como Max Verstappen esperou até os 16 anos para pilotar seu primeiro open wheel! Apesar de não poder realmente competir nesses bólidos até completar 16 anos (falta tempo), ela já mostrou seus dotes em um F4 (U17), marcando 1:32.8 em Okayama, um tempo de um segundo mais rápido marcado por Shintaro Kawabata, no mesmo carro e no qual já compete no Super GT (onde está Jenson Button hoje em dia). Impressionante.

No começo do ano ela já até acelerou um Dallara F312 em Okayama, sendo sua primeira vez guiando um Fórmula 3 como vemos no vídeo acima.

A Juju tem a ambição de um dia vencer na Fórmula 1 e ser a primeira mulher a fazer isso. A pequena japonesa também tem olhos na Fórmula E e não descarta hipóteses. Porém debutar em uma carreira em monopostos ainda não é possível e os planos são apenas para 2022, quando ela terá 16 anos e poderá tirar a licença de pilotos na Federação de Automóveis do Japão (JAF). São mais 4 anos para ganhar experiência em open-wheel.

Ainda é cedo para sabermos se a pequena japonesa realmente será tudo isso, mas é difícil não acreditar que ela conseguirá alcançar o que almeja. Sua aparência já é grande no Japão, onde já participou de uma publicidade para o Gran Turismo Sport. Ela também é a pessoa mais jovem a ter um contrato e patrocinadores no Japão.

Os comentaristas locais já dizem que o seu talento excepcional é um daqueles raros de apenas um por geração de pilotos. Estaremos torcendo para que sua carreira seja tão promissora quanto seus sonhos. Se Juju Noda realmente conseguir chegar na Fórmula 1 e vencer, ela seria a primeira mulher a fazer isso, depois de Lella Lombardi, com um sexto como melhor lugar em 1975 no GP da Espanha.

Caso você queira saber um pouco mais sobre Juju Noda, segue uma entrevista dublada para inglês feita pela NHK;