O futuro que já chegou

Erik Jones já ganhou. Ryan Blaney idem e conquista corações de moças com seu visual e sua voz e entregando quadriculadas a crianças. Bowman está nos playoffs. Larson faz sucesso é sucesso nas redes sociais. Suarez melhora e é a pitada mexicana e internacional num mundo redneck. Byron melhora. Enquanto isso, Kahne se aposenta, Hamlin em queda livre e Johnson é sufocado e sofre.

A Nascar renovou, lufou um vento fresco e você nem viu. E olhe que Kyle BuschINHO, Brad “Bad” Keselowski, Logano e Truex Jr nem são tão “velhos” assim. Nomes como Harvick”The “Closer” e  Kurt BuschÃO sofrem, suam e ganham desse novinhos e quando ganham comemoram como nunca, numa categoria que tem corrida todo santo final de semana.(Glória a Odin por isso)

O Roval e a etapa de Dover mostram que o bicho veio, cresceu, ficou esperto e anda na tua frente e se vacilar te joga no muro. Elliott lidera um playoff, perseguido por Harvick e Busch #18, com Truex Jr fechando um big four que está garantido, salvo um desastre. Sim, os homens que mandaram na temporada regular perseguem um garoto que até outro dia estava brincando de dirigir no carro do pai Bill.

Logano, Busch #41, Keselowski e Blaney disputam as outras vagas e pasmem, Blaney é o mais forte deles,acompanhado de um Keselowski que tirou forças do anel verde para sobreviver.(Alguém sacou a referência¿)

Almirola não é jovem mas é novidade. Bowyer andando forte, fincando a Stewart – Haas no topo é novidade também. Eu não acreditava nele e não gosto dele. Mas fatos são fatos. Larson terá que fazer mágicamas sabemos de seu potencial e até mesmo Bowman está vivo porque se azivinha a terra do Big One, Talladega.

Minha pista favorita, onde joguei e jogo como louco no videogame. Aonde todos tem chances. Aonde reis são destronados e príncipes podem surgir e desaparecer. (Valeu Trevor Bayne!)

O local onde o perigo ainda reside. As curvas que não tem a fama de Daytona, mas são tão letais e rápidas quanto. O Chequered Flag é dado num ponto diferente, única e exclusivamente para que uma “drag race” defina o vencedor. Talladega é para pilotos de verdade e não tem lugar melhor para mudar tudo num playoff insano, aonde quem manda está começando uma carreira de sucesso.