Peugeot aposta em carros híbridos e 308 de 507 cv pode sair do papel

Com uma linha cada vez mais focada na propulsão híbrida, a Peugeot prevê um futuro bastante esportivo para os seus clientes. Após a saída do Mundial de Rallycross, a marca do leão focou todos os esforços em produzir modelos híbridos plug-in do 508 e do 3008. O trabalho agora é focado em diminuir as emissões de CO2 em 40% na atmosfera, mas o desafio está em manter a veia esportiva que a marca possui desde o início do século passado. Para isso, o CEO da fabricante veio a público para aliviar os corações GearHeads franceses.

Linha Peugeot já está se curvando perante a eletrificação

Apresentado em Paris este ano, o Peugeot e-Legend surgiu como uma releitura elétrica do elegante 504. O público gostou e já há até uma petição para que ele seja produzido em larga escala. Infelizmente essa é uma realidade muito distante, até lermos algumas declarações do alto escalão da Peugeot.

Jean-Philippe Imparato, CEO da Peugeot, disparou em seu Twitter que “nós temos a oportunidade de provavelmente dispor da linha de veículos mais esportiva já existente na Peugeot !”. E ainda reforçou, dizendo que “também somos ‘car lovers’ e não podemos esquecer de nossas raízes porém, agora estamos lidando com a transição elétrica de nossos carros”.

Com 303 cv, 3008 GT HYBRID4 é o carro de rua mais potente da Peugeot

É provável que os novos 208 GTI e 508 R já utilizem auxílios elétricos para alcançar potências cada vez maiores. O 3008 GT HYBRID4 já é um exemplo: graças à propulsão híbrida ele se tornou o Peugeot de rua mais potente de todos os tempos. O fato é que já sabemos que há um braço da PSA focado em fazer carros híbridos. O que não sabíamos até então é que eles continuarão fazendo esportivos, e com este fato a gente começa a imaginar algumas coisas.

O 308 R HYbrid é um monstro sobre rodas

Isso nos faz lembrar do 308 R HYbrid, conceito de 2015 que fez a cabeça dos entusiastas da marca francesa. O hatch médio, graças à plataforma EMP2, ganhou dois motores elétricos de 116,6 cv e 20,39 kgfm cada, um no eixo traseiro e outro ligado à transmissão automática de 6 velocidades. Aliado ao 1.6 THP de 273,8 cv e 33,65 kgfm, temos um 0 a 100 km/h de apenas 4 segundos e máxima de 250 km/h limitada eletronicamente.

Conforto para toda a família nos quatro bancos individuais com largas abas laterais

Com 60% de peso no eixo dianteiro e 40% no eixo traseiro, o 308 R HYbrid tem peso potência na casa dos 3,1 kg/cv. E, segundo a Peugeot, o 308 R HYbrid é “capaz de entregar desempenho de superesportivo sendo um carro para família”: são 507 cv e 74,44 kgfm no modo mais insano, o “Hot Lap”. Curiosamente, o modo “Track” libera apenas 405 cv.

E não é que coube tudo no carro?

Com um centro de gravidade reposicionado para ficar o mais próximo possível do solo, algumas coisas mudaram de lugar. Abaixo do banco de trás está a bateria de 3 kWh e 400 V, com isso o tanque de 50 litros foi para a mala, atrás do motor elétrico. No porta-malas também é possível encontrar os dois transformadores, que controlam os motores elétricos do carro. Outras mudanças para melhorar o desempenho do 308 estão nos freios com discos de 380mm na dianteira e 290mm na traseira. Vale salientar que o motor elétrico traseiro também serve como freio motor e gerador para as baterias. Imagine um carro desses nas ruas, hein?