Novo Defender terá grande atuação da eletrônica

Um carro robusto necessariamente tem que ser espartano? Para Ralph Speth, atual CEO do grupo Jaguar Land Rover, não. E isso tem a ver com o novo Defender, que será um utilitário com a promessa de manter a performance off-road do modelo original. “Você simplesmente não pode construir um veículo deste tipo de forma tão simplória”, afirma.

O novo Defender foi flagrado ainda sob camuflagem pesada

Conversando com o CarAdvice, Ralph deixou bem claro que a ideia do novo Defender é proporcionar toda a capacidade off-road inerente ao modelo, mas é necessário adequar o SUV para este novo momento do planeta. Não só a indústria é diferente da que existia quando o Defender foi lançado, em 1948 quando ainda se chamava Series I, como também as normas para emissões de poluentes estão muito mais rígidas.

É possível perceber o porta-malas estreito e a suspensão traseira independente

Outra declaração do CEO do grupo inglês resume bem esta nova fase do Defender: “Eu acho muito interessante manter a proposta original com uma nova abordagem tecnológica. […] É relevante usar tecnologia de ponta para alcançarmos metas ambientais, não podemos continuar olhando para trás. Precisamos avançar nesse sentido”.

O novo Defender manterá os cantos retos na carroceira

Quanto ao visual, podemos esperar por mudanças profundas. O novo Defender não será uma modernização nas linhas como o Mercedes-Benz Classe G é. As fotos reveladas até então nos mostram um design quadrado, semelhante ao que encontramos na Discovery 4. Então, podemos esperar que o novo SUV da Land Rover terá referências visuais aos modelos clássicos, algo semelhante ao que o Renegade fez pela Jeep. Resta agora esperar, pois o lançamento deverá acontecer entre 2019 e 2020.