5 carros para comprar no lugar do iPhone XS Max – High 5

Não deveria, mas os preços da Apple costumam servir de parâmetro para outras fabricantes fazerem o mesmo. A bola da vez está nos novos iPhones lançados esse ano, partindo de R$ 5.199 no iPhone XR de 64 GB e chegando até módicos R$ 9.999 (também conhecido como dez mil reais) cobrados pelo iPhone XS Max de 512 GB.

Como já é de praxe, vários internautas se questionam sobre a validade desses preços. Nosso papel hoje não é esse: iremos utilizar esses dez mil para te indicar coisas mais interessantes para comprar (porque você não consegue fazer um zerinho com um iPhone, certo?). Então confira agora os 5 carros que você pode comprar pelo valor do novo smartphone da maçã.

Volkswagen Gol 1.8 (G2)

O Gol é a opção mais segura da lista

O cabeça da lista não podia ser diferente, tinha que ser o Gol. Amado e odiado por muitos, é inegável o sucesso do compacto da Volkswagen, tanto nas ruas quanto nas pistas. E é claro que a nossa recomendação será por uma unidade com motor AP 1.8, pois é com esse motor que as brincadeiras começam. Originalmente com 90,6 cv a 5.500 rpm e 14,3 kgfm a 3.500 rpm, a graça do AP-1800 está em sua fácil manutenção e na capacidade de render bons números de potência gastando pouco dinheiro.

É possível encontrar modelos da geração conhecida como “bolinha”, carroceria essa que trouxe o maior salto tecnológico para o projeto de motor longitudinal e tração dianteira. E ainda existem alguns carros com ar-condicionado, direção hidráulica, kit elétrico e som, como este do anúncio que ainda nos brinda com duas portas (because racecar), rodas Orbital e faróis de dupla parábola.

Mitsubishi Colt GLXI

O Colt não parece ter seus 4 metros de comprimento

O Colt é um daqueles hatches importados dos anos 90 que não se firmaram por muito tempo em terras brasileiras. É inegável a superioridade desse carro comparado com a opção anterior dessa lista. Mas isso também tem seu lado ruim, já que a mão de obra, no geral, não era forte o suficiente para lidar com tantas modernidades, como a injeção eletrônica multiponto. Esse carro representa esse período, e como um bom modelo da época ele tem tudo isso. Tem 973 kg, máxima de 175 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h em 11,6 segundos

Com 113 cv a 6.000 rpm e 14 kgfm a 5.000 rpm, o 1.6 de 16 válvulas é girador, tradição dos japoneses. Outro detalhe interessante está na suspensão independente nas quatro rodas, tornando o Colt um devorador de curvas. Todas as possibilidades de preparação num carro desses serão complicadas, mas o que já vem de fábrica é bastante interessante. Sem falar que alguns entusiastas substituem a frente do original pela do Lancer Evolution IV (!).

Suzuki Swift GTI

O Swift GTI segue a premissa do Civic VTi, só que numa escala reduzida

O Swift foi vendido por aqui até pouco tempo atrás, na interessantíssima versão 1.6 Sport R e chamando o Sandero R.S. pra briga. Mas não é de agora que o carro de entrada da Suzuki desafia modelos maiores, e o começo de tudo foi em 1986. Neste ano o Suzuki Cultus, como o Swift que tivemos nos anos 90 é chamado no Japão, ganhou sua primeira versão GTI. A partir daí foram só melhorias, com a segunda geração sendo vendida em solo brasileiro com um modesto 1.0 de três cilindros e um motor com quatro cilindros mais envenenado.

O motor G13B é o menor dessa seleção, mas é o mais eficiente. Com apenas 1,3 litro de deslocamento temos 101 cv a 6.450 rpm e 11,5 kgfm a 4.950 rpm, gerando números como a máxima, em torno de 188 km/h, e o 0 a 100 km/h, cumprido em apenas 10,9 segundos. Com corte aos 7.500 giros, primazias como injeção multiponto, quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas no cabeçote dão o fôlego extra que este carro precisava. Com suspensão independente na dianteira e na traseira, freios a disco nas quatro rodas e apenas 790 kg, o Swift tem tudo para ser um canhãozinho. Mas assustador mesmo é pensar que boa parte dos carros atuais não tem metade desses itens.

Chevrolet Marajó

A Marajó cabe toda a família… e ainda faz drift!

Nada pode ser melhor do que o Chevette, certo? E se eu te falar que é possível ter tração nas rodas certas numa carroceria de perua compacta? Assim nasce a Marajó, única perua compacta de tração traseira que tivemos na história (aposto que você nunca tinha se ligado nisso). O 1.6 OHC gera 72 cv a 5.600 rpm (deve chegar uns 40 nas rodas) e 12,3 kgfm a 3.200 rpm. Os 935 kg do carro são empurrados com facilidade, principalmente se você estiver fazendo uma curva com asfalto ruim.

Difícil mesmo é achar uma, e inteira. Original então, quase impossível dentro do nosso orçamento. Isso porque o Chevette e, consequentemente, a Marajó rodam com motor OHC, mas nada impede de ter um AP lá, ou um 151-S, um 250-S, um C20XE, um Vortec… O carro é um Lego sobre rodas! Se der sorte, ainda é possível encontrar a frente mais antiga à venda, esse modelo costuma ser mais caro. A perua do anúncio, por exemplo, é um exemplar 1981 e ainda conta com motorização de Vectra 2.0, dando um fôlego a mais para este carro tão modificável.

FIAT Tempra Turbo Stile

Aqui a coisa ficou séria!

Achou que eu tava brincando? Pois saiba que com o preço de um iPhone você compra um sedã luxuoso, turbo e em condições de rodar. Não acredita? Como assim você se esqueceu do Tempra Stile, a versão discreta do Tempra Turbo? O Stile surgiu com a carroceria mais comum do Tempra e o motor do modelo Turbo, que é duas portas e tem um apelo mais esportivo.

Os números são os mais animadores da lista, afinal, estamos falando de um carro turbinado de fábrica e que foi o nacional mais rápido em sua época. O 2 litros de duplo comando no cabeçote e 2 válvulas por cilindro (configuração bem curiosa em função do torque em baixas rotações) gera 165 cv a 5.250 rpm e 26,5 kgfm a 3.000 rpm. O 0 a 100 km/h é cumprido em apenas 9 segundos e a máxima é de 211 km/h. Suspensão independente e disco de freio nas quatro rodas fazem parte do pacote, que privilegia o conforto e maciez ao rodar. Mas é possível dar um tempero extra nesse carro, desde que você saiba o que está fazendo. Apesar que se você cogita comprar um Tempra Turbo, certamente você não sabe o que está fazendo.