A passagem da tocha para uma nova era – Pitacos F1

A prova de Abu Dhabi deste ano acabou sendo um reflexo da temporada, onde de tudo um pouco aconteceu, inclusive chover no deserto e por mais que o clima da corrida fosse de campeonato já definido os pilotos nos brindaram com uma corrida boa e até acima da média para o padrão deste circuito.

O acidente de Hulkenberg ainda na primeira volta só serviu para atrapalhar a briga entre Leclerc e Ricciardo e até agora eu não entendi porque todo mundo tá fazendo um barulho pela “demora” de Hulk sair do carro e dos fiscais também chegarem até lá, pois a situação estava controlada, a FIA já sabia que estava tudo ok e os fiscais só quiseram dar uma trollada no Hulk, tava todo mundo com preguiça, ele tava vivo, que ele desse um jeito de sair ué.

Verstappen teve problemas com motor logo na largada, o carburador deu aquela engasopada, demorou pra queimar o combustível excedido, e encontra quem no caminho? Ocon, sim, o mesmo que o fez rodar em Interlagos e quando você pensa que vai ter o troco, foi só um totó de roda com roda.

Raikkonen também de saco cheio da temporada resolveu abandonar a corrida logo e ir para os boxes da Sauber para ninguém encontra-lo, acabou deixando o carro na reta principal acionando o safety-car virtual que ajudou Hamilton a parar cedo e se dar bem. Já Leclerc não se deu tão bem e acabou caindo lá pro fundo, mas ao menos se recuperou durante a corrida.

O pódio com 3 pilotos de 3 equipes diferentes também mostra como as forças estão ou pouco mais equilibradas no pelotão da frente e torcemos para em 2019 continue assim.

Abu Dhabi marcou as despedidos de Alonso, Hartley, Sirotkin e Ocon (mesmo este ultimo sendo temporariamente) e talvez a saída de Alonso seja a mais sentida, é o praticamente o fim de uma geração que começou em 2001, mas teremos algumas caras novas em 2019 e algumas trocas de pilotos bem interessantes.

Termino este texto cansado, a temporada foi extremamente cansativa e porque não longa, um descanso tanto para pilotos como para mecânicos e engenheiros assim como para os jornalistas é merecido e agora é só aguardar a temporada 2019, com as alterações técnicas e uma esperança de uma temporada tão quanto a de 2018.