Estamos em 2019 e a Morgan me lança um carro com chassi de madeira – Genebra 19

O ano é 2019. Os carros estão se tornando autônomos, os propulsores a combustão vão sendo substituídos pelos elétricos e a vontade de dirigir está cada vez menor. Nesse cenário apocalíptico para os GearHeads, você consegue imaginar um carro de madeira fabricado com foco no prazer ao dirigir? É difícil de imaginar, mas o Plus Six foi apresentado em Genebra este ano e é tudo isso que eu te contei agora.

O Plus Six é lindo e você não tem como provar o contrário

Para quem não conhece, a Morgan é uma fabricante inglesa bastante focada na experiência ao dirigir. Famosa pelos carros de três rodas com motores V2, estamos falando de uma marca fundada em 1910 que permanece muito ligada às suas origens.

De certo que faltou um câmbio manual, mas a gente releva

O último carro 100% novo da Morgan data de 2000, o Morgan Aero 8. Equipado com um V8 BMW mas pesando menos que um BMW Z4, o Aero 8 permaneceu em linha por muito tempo. Era necessário uma novidade para manter o seu portfólio.

Olha pra isso, longarinas de madeira!

Parecendo vir da década de 1940, o Plus Six usa uma carroceria de alumínio (chamado de CX, que significa 110 em algarismo romano) que possui mais espaço para os ocupantes, mas o chassi permanece em madeira, característica marcante da Morgan desde sua fundação.

O interior classudo, com elementos retrôs, contrasta com o câmbio em joystick da BMW

O motor é o B58, seis-em-linha turbinado da BMW que gera 340 cv a 5.500 rpm e 51 kgfm a 1.500 rpm, mesmo motor que está no Z4 (de novo) e no Toyota Supra.

Sim, madeira!

Felizmente, o destino da Morgan promete manter seus métodos de fabricação antiquados: parte da Morgan foi vendida à Investindustrial, empresa italiana de capital de risco que também possui parte da Aston Martin. Isso deve garantir mais dinheiro em caixa por um bom tempo.