A surpresa monegasca e o erro alemão: uma surpreendente corrida no deserto – Pitacos F1

Dizem que toda grande pessoa é formada pelas dificuldades pela qual passou na vida, pois sabe quão dificil foi alcançar um grande patamar e batalhou bastante para alcançar sua glória, e por mais que seja um clichê enorme dizer isso, não há outras palavras para descrever o que aconteceu com Charles Leclerc este final de semana. Uma vitória que lhe foi tirada das mãos por um carro que ainda não se mostra confiável o suficiente para uma batalha que não será nada facil em 2019, então abrir o olho em Maranello será essencial para entender os problemas do carro.

Triste é ver que a Ferrari não sofre apenas com a confiabilidade de seu motor mas também de seu principal piloto que novamente comete um erro quando colocado sob pressão. Julgar Vettel apenas por um erro é errado e equivocado porém Vettel vem em uma maré de azar desde o GP da Alemanha de 2018 com erros que nunca foram comuns ao alemão.

Enquanto um lado sofre o outro vai apenas coletando os pontos perdidos/desperdiçados, assim a Mercedes que mesmo com uma vitória um tanto quanto agridoce já esta na ponta. Hamilton foi um grande vencedor, as imagens dele conversando e tentando levantar a moral de Leclerc foram sensacionais, assim só vai aumentando sua grandiosidade como piloto e como pessoa. Já Bottas que havia prometido no começo da temporada ser mais aguerrido, um novo piloto, acabou sumindo durante a corrida e o segundo lugar deve ser comemorado como vitória já que ele sequer tinha condições de chegar nesta posição.

O casamento da Red Bull com a Honda parece estar colhendo frutos, em um circuito onde potência é um dos fatores cruciais o jovem Max terminou numa boa quarta posição, não fosse o abandono duplo da Renault ele conseguiria mais um pódio, mas ver os resultados obtidos pelo timo já é um sinal animador. Triste é ver Gasly que ainda não se adaptou ao carro de um time que costuma queimar seus pilotos que não entregam resultados.

Mas uma coisa é certeza, quando ambos os pilotos da Renault (que já haviam se encontrado na pista) abandonaram, sincronizadamente, na mesma volta, no mesmo ponto do circuito, Christian Horner deve ter dado um sorrido generoso para Ciryl Abiteboul.

O piloto que mais parecia estar se divertindo durante a corrida era Kimi Raikkonen, com uma ótima corrida e sem se envolver em nenhum problema o finlandês vai coletando bons pontos deixando a Alfa Romeo no quarto lugar no campeonato de construtores. É dificil falar de Giovinazzi, aida estreante na F1 tem tido alguns problemas com o carro e para ajudar acabou se enroscando com Kvyat, ele só precisa começar a ter um pouco mais de calma e compreender melhor o carro que tem em mãos.

É animador ver a melhora de desempemho da McLaren, o jovem Lando Norris vem fazendo ótimas corridas assim como Sainz que só não esta melhor no campeonato por problemas em seu carro.